Capoeira destrincha momento no UFC e cogita o nome de Magny: ‘Interessante’

    Capoeira vem com uma marca impressionante de sete vitórias no UFC (Foto Getty Images / UFC)

    Por Yago Rédua

    Em alta dentro da divisão dos meio-médios, Elizeu Capoeira chegou ao sétimo triunfo seguido na organização no último dia 9, pelo UFC Wichita, nos EUA. O brasileiro finalizou Curtis Millender em apenas 2m35s. Em um bate-papo com a TATAME, durante uma live no Instagram (@tatameoficial), o paranaense disse que já pediu lutas ao Ultimate, mas não foi atendido, contudo, citou o nome de Neil Magny como um rival “interessante”.

    “Eu acho que todos que estão no ranking eu gostaria de lutar. Principalmente, óbvio, quanto melhor ranqueado… Pedi Robbie Lawler (ex-campeão), acabaram não respondendo. Tinha pedido o Gunnar Nelson, também não (responderam). Mas, enfim, acho que um nome que vem a cabeça é… Nesses eventos têm bastantes lutas da minha categoria ranqueados tem que ver também como que vão ser”, disse Capoeira, que seguiu:

    “Por agora, não tem nem como lutar. Não tem nem como pedir os caras, a não ser que eu espere uns sete meses para lutar e não é a ideia. A ideia é lutar já no Rio de Janeiro ou, de repente, junho… No máximo julho. Então, existem alguns nomes que não são tão bem ranqueados, acho que tem o Neil Magny. Acho que seria uma luta interessante”, concluiu.

    Capoeira ainda destrinchou o momento no UFC, como sente a sua valorização dentro da organização, fez uma análise da vitória, reforçou o desejo de lutar no UFC Rio, e mais.

    Confira abaixo:

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome