Lucas Hulk vence Leandro Lo e conquista absoluto do Pan 2019; Gabi fatura ouro duplo

    Lucas Hulk venceu Leandro Lo e conquistou o primeiro absoluto do Pan da IBJJF (Foto: Vitor Freitas)

    Um dos mais importantes eventos de Jiu-Jitsu chegou ao fim neste domingo (24), o Pan 2019 da IBJJF, em Irvine, na Califórnia (EUA). Para as aguardas disputas na faixa-preta, Lucas Hulk faturou o absoluto no masculino e a estrela Gabi Garcia foi a grande campeã entre as mulheres. A representante da Alliance levou o ouro duplo e chegou ao hexa. Além disso, as categorias foram definidas com diversos campeões inéditos na história do torneio.

    Hulk vence absoluto após guerra com Lo

    No começo da final, Lucas Hulk foi com muita energia para cima de Leandro Lo, que soube defender as investidas. O paulista, por sinal, fez o jogo de guardeiro durante todo o confronto. No fim, Lo tentou um triângulo de pé, mas Barbosa soube se defender. O lutador da Atos tentou diversas vezes passar a guarda. Após empate em 0 a 0 em tudo, “Hulk” ficou com o título absoluto na decisão dos árbitros. Esse é o bicampeonato da fera no Pan.

    Já na final da divisão dos meio-pesados, “Hulk” fechou com Gustavo Batista, que também pertence ao time da Atos. Tiveram outros fechamentos nas finais. Hiago George e João Miyao nos plumas, além de Max Gimenis e Ricardo Evangelista nos pesadíssimos.

    Gabi brilha e leva peso e absoluto

    Nathielly fez a guarda-aranha para manter Gabi distante, contudo, a lutadora da Alliance foi ganhando terreno e esteve próximo de passar a guarda – o que resultou em uma vantagem. Em um lance, Nathi acertou o olho da oponente, que precisou de atendimento médico. O panorama da luta seguiu o mesmo, mas nos segundos finais, Nathielly tentou finalizar na omoplata. Por uma vantagem, Gabi levou o título absoluto do Pan em 2019.

     

    Visualizar esta foto no Instagram.

     

    @gabigarciaofficial is the Open-Class Pan Champion 2019! #ibjjfpan2019 Watch all matches live on @flograppling, link in bio.

    Uma publicação compartilhada por IBJJF (@ibjjf) em

    Já na final do super-pesado, Gabi Garcia começou mostrando suas armas e logo abriu uma vantagem. Carina Santi chegou a trabalhar na meia-guarda, mas rapidamente a faixa-preta da Alliance usou a explosão e raspou a adversária para abrir 2 a 0. Dominante, Gabi manteve a progressão, colocou 9 a 0 nos pontos e finalizou com um estrangulamento. Com as conquistas nesta edição, a lutadora alcança a marca de seis títulos do evento.

    Fellipe Andrew vence Aly e é campeão

    Após um início equilibrado na final dos super-pesados, com os dois lutadores mostrando uma forma ofensiva, Mahamed Aly, acidentalmente, acabou cortando o rosto em um contato com Fellipe Andrew. O carioca precisou ser atendido pela equipe médica. Na volta, Aly foi para cima em busca de passar a guarda, mas foi raspado pelo pernambucano que controlou o duelo. O faixa-preta da Zenith BJJ estabilizou o oponente por baixo, através da meia-guarda. Andrew, com paciência, foi para a montada, progrediu o seu jogo e alargou o placar para 18 a 2 nos pontos. Esse é o primeiro título do lutador no Pan.

     

    Visualizar esta foto no Instagram.

     

    @fellipeandrew is the Super-Heavyweight Pan Champion 2019! #ibjjfpan2019 Watch all matches live on @flograppling, link in bio.

    Uma publicação compartilhada por IBJJF (@ibjjf) em

    Kaynan segura Adam no fim e vence

    Para não ser surpreendido por Adam Wardzinski como Leandro Lo foi na semifinal, já que o polonês abriu 13 a 0 e finalizou o paulista, Kaynan Duarte adotou uma postura bem ofensiva. Logo no início anotou 2 a 0 nos pontos e foi explorar a guarda do adversário. Por baixo, Adam raspou, empatou e tentou uma blitz no fim, mas foi insuficiente. O brasileiro foi campeão dos pesados por uma vantagem. Esse é o primeiro título de Kaynan no Pan.

    Isaque bate Otavio e fatura título

    Otavio Sousa começou a decisão dos médios tentando impor o seu ritmo, mas Isaque Bahiense raspou e abriu 2 a 0 na pontuação. Jogando por baixo, o faixa-preta da Gracie Barra tentou encaixar uma chave de braço, mas o carioca soube defender. Nos segundos finais do duelo, Otavio tentou explodir, mas o lutador da Alliance neutralizou o oponente e garantiu a medalha dourada. Esse é o primeiro título de Bahiense no Pan como faixa-preta.

    Matheus derrota Hill-Taylor na final

    Na disputa pelo título dos penas, Matheus Gabriel e Jamil Hill-Taylor travaram um confronto acirrado. No minuto final, o brasileiro chegou bem perto de finalizar com um armlock, mas o norte-americano defendeu com êxito. Desta forma, Matheus ganhou uma vantagem. Hill-Taylor acelerou e fez dois pontos. No entanto, após o brasileiro tentar derrubar, o norte-americano saiu do tatame e o árbitro deu a terceira punição para Jamil, que resultou em dois pontos para Matheus. A equipe do estadunidense reclamou de uma queda já no estouro do relógio. A arbitragem não assinalou nenhuma pontuação para o atleta. No fim, o lutador da CheckMat ficou com o título por uma punição a menos.

     

    Visualizar esta foto no Instagram.

     

    @matheusgabrieljj is the feather weight Pan Champion 2019! #ibjjfpan2019 Watch all matches live on @flograppling, link in bio.

    Uma publicação compartilhada por IBJJF (@ibjjf) em

    Jones supera Canuto e garante título

    Um dos duelos mais esperados, a final dos leves começou travada. O árbitro, então, aplicou duas punições para cada atleta. Já na metade do confronto, Levi Jones se soltou, raspou e abriu 2 a 0. Renato Canuto respondeu, mas o australiano ficou com 4 a 2. No entanto, com um jogo agressivo, o brasileiro voltou a empatar. Após um berimbolo, Jones fez a raspagem e, por pouco, não pegou as costas. Em desvantagem, Canuto precisou se expor mais e ir para o ataque. Em contrapartida, Levi administrou e garantiu o primeiro título do Pan. Em janeiro, o lutador chocou o mundo ao derrotar Lucas Lepri na decisão do Europeu.

    Clandestino supera batalha com Hiago

    Na final dos galos, Cleber Clandestino abriu 2 a 0. A resposta de Hiago Gama foi imediata e o duelo ficou empatado. Equilibrado, o placar foi para 4 a 4, mas o lutador da Almeida JJ raspou e abriu 6 a 4. Após trabalharem na meia-guarda, “Clan” tentou passar a justa guarda do oponente, no entanto, caiu na 50/50. Já no fim, Hiago raspou e deixou tudo igual na final: 8 a 8 nos pontos e 1 a 1 nas vantagens. Na decisão dos árbitros, Clandestino levou a melhor por unanimidade e conquistou o seu primeiro título no torneio.

     

    Visualizar esta foto no Instagram.

     

    @cleberclandestino is the Rooster weight Pan Champion 2019! #ibjjfpan2019 Watch all matches live on @flograppling, link in bio.

    Uma publicação compartilhada por IBJJF (@ibjjf) em

    Nathielly finaliza Talita Treta

    Em um começo agitado na divisão dos pesados, Nathielly de Jesus abriu três vantagens após quase pegar as costas da adversária. Com um ritmo impressionante, a faixa-preta não deu brechas para Talita Treta. Nathi tentou finalizar a oponente no estrangulamento, mas só conseguiu fechar o duelo com a mão de vaca. Esse é bicampeonato da lutadora.

    Luiza vence Monique e chega ao hexa

    No clássico Alliance contra Atos na final da divisão dos meio-pesados, Luiza Monteiro começou levando a melhor e abrindo 2 a 0. Após uma sequência de ataques, Monique Elias recebeu uma vantagem. Luiza, então, controlou as ações e tentou passar a guarda. Se defendendo com técnica, a gaúcha soube neutralizar as investidas da oponente e empatou o confronto com uma raspagem. Já no fim, a baiana reagiu e conquistou duas vantagens. Com isso, ficou com o título nos meio-pesados e chegou ao hexacampeonato.

    Ana Carolina domina e fatura título

    Após começar sofrendo as investidas de Laurah Hallock no chão, Ana Carolina Vieira, com muita técnica, raspou e colocou 2 a 0 no placar. A faixa-preta da GFTeam, confortável no confronto, tentou finalizar no katagatame, ganhou uma vantagem e, logo depois, foi para montada para somar 6 a 0. “Baby” acelerou o ritmo do combate, passou a guarda mais duas vezes e colocou 12 a 0 sobre a oponente. Já no fim, a bicampeã mundial quase fechou o confronto com um armlock. Esse é o primeiro ouro da carioca no campeonato.

    Gabi McComb finaliza e leva ouro

    Na decisão do peso-leve do Pan, Gabrielle McComb começou a impor o seu ritmo logo nos primeiros minutos e abriu 2 a 0 nos pontos após uma queda. Com a luta no chão, a brasileira foi avançando o seu jogo, pegou as costas e conquistou mais duas vantagens. Na sequência, sem dar chances para Nicole Sullivan, a faixa-preta da Gracie Humaitá finalizou com um estrangulamento pelas costas e garantiu o primeiro ouro no Pan.

    Ffion vence Karen em luta agitada

    A primeira metade da decisão dos penas foi com as atletas disputando em pé. No entanto, Ffion Davies aplicou uma bela queda sobre Karen Antunes para abrir 2 a 0. Na guarda, a brasileira passou a fazer força e raspou a oponente para empatar. Tentando progredir o seu jogo, a brasiliense acelerou o ritmo sobre a galesa, que bloqueava as investidas. Em uma reviravolta, Ffion raspou e voltou a liderar o placar por 4 a 2. Já nos segundos finais, a europeia apenas administrou a vantagem e conquistou o seu primeiro ouro no Pan.

     

    Visualizar esta foto no Instagram.

     

    @ffioneira3 is the feather weight Pan Champion 2019! #ibjjfpan2019 Watch all matches live on @flograppling, link in bio.

    Uma publicação compartilhada por IBJJF (@ibjjf) em

    Amanda vence clássico contra Talita

    Em uma rivalidade que vem cada vez mais acirrada na categoria peso-pluma, Amanda Monteiro e Talita Alencar praticaram um jogo de xadrez na final. Na metade do confronto, a lutadora da GFTeam chamou para a guarda. Talita tentou passar, mas Amanda fez um bom jogo na guarda-aranha e quase raspou a oponente. Na base da explosão, a faixa-preta da Alliance tentava avançar, mas encontrava uma guarda bem protegida. Quando o relógio marcava dois minutos para o fim, a luta voltou em pé, Amanda tentou derrubar e conquistou uma vantagem. Para reverter o placar, Talita buscou a queda, mas a oponente fez sproul e se defendeu com sucesso. É o primeiro título da brasiliense no Pan.

    Mayssa finaliza e fatura título nos galos

    Em um duelo equilibrado, Serena Gabrielli e Mayssa Bastos ficaram trabalhando boa parte do tempo na guarda 50/50. Após uma transição no solo, a atleta da GFTeam pegou as costas e, de forma calma, foi ajustando a posição até encaixar o estrangulamento para conquistar o título no Pan. É o primeiro ouro de Mayssa no torneio como na faixa-preta.

    CONFIRA OS RESULTADOS:

    Faixa-preta / feminino / adulto

    Peso-Galo: Mayssa Bastos finalizou Serena Gabrielli com um estrangulamento
    Peso-Pluma: Amanda Nogueira derrotou Talita Alencar por uma vantagem
    Peso-Pena: Ffion Davies derrotou Karen Antunes por 4 a 2 nos pontos
    Peso-Leve: Gabrielle McComb finalizou Nicole Sullivan com um estrangulamento
    Peso-Médio: Ana Carolina Vieira derrotou Laurah Hallock por 12 a 0 nos pontos
    Peso-Meio-Pesado: Luiza Monteiro derrotou Monique Elias por 2 a 1 nas vantagens
    Peso-Pesado: Nathi de Jesus finalizou Talita Treta com uma mão de vaca
    Peso-Super-Pesado: Gabi Garcia finalizou Carina Santi com um estrangulamento
    Absoluto: Gabi Garcia derrotou Nathielly de Jesus por uma vantagem

    Faixa-preta / masculino / adulto

    Peso-Galo: Cleber Clandestino derrotou Hiago Gama por decisão dos árbitros
    Peso-Pluma: Hiago George e João Miyao fecharam a divisão
    Peso-Pena: Matheus Gabriel derrotou Jamil Hill-Taylor por 3 a 2 nas punições
    Peso-Leve: Levi Jones derrotou Renato Canuto por 6 a 4 nos pontos
    Peso-Médio: Isaque Bahiense derrotou Otávio Sousa por 2 a 0 nos pontos
    Peso-Meio-Pesado: Gustavo Batista e Lucas Hulk fecharam a devisão
    Peso-Pesado: Kaynan Duarte derrotou Adam Wardzinski por uma vantagem
    Peso-Super-Pesado: Fellipe Andrew derrotou Mahamed Aly por 18 a 2 nos pontos
    Peso-Pesadíssimo: Max Gimenis e Ricardo Evangelista fecharam a divisão
    Absoluto: Lucas Hulk derrotou Leandro Lo na decisão dos árbitros

    * A cobertura do Pan de Jiu-Jitsu 2019 da IBJJF pela TATAME tem o patrocínio da Keiko Sports. www.instagram.com/keiko_sports / www.keikosports.com.br

    4 COMENTÁRIOS

    1. GABY, NÃO É NADA PESSOAL, MAS VOCÊ SEMPRE SERÁ O GOLIAS DA HISTÓRIA, NUNCA TERÁ MÉRITO PELAS SUAS VITÓRIAS. VOCÊ, PARA SER NOTADA, DEVERIA LUTAR NA CATEGORIA MASCULINA, POIS NENHUMA MULHER TEM FORÇA SUFICIENTE PARA LHE ENFRENTAR. SE VENCER, NÃO FEZ MAIS QUE SUA OBRIGAÇÃO; SE PERDER, SERÁ, SEMPRE, UM DERROTA ÉPICA.

      • Quanto MI. MI. MI.

        Outra coisa, dizer a uma pessoa que se dedica anos da sua vida pelo esporte que ela “NUNCA TERÁ MÉRITO PELAS VITÓRIAS”… Falou uma grande M&RD@

        Tenha mais repeito!

    2. Parabéns Nathielly, tiro o chapéu, perder apenas de uma vantagem para Gabi, com a força que tem, parabéns, na próxima você ganha. OSSSSSSSSSS

    3. a nat quase empatou com o tank de guerra a nat tem futuro no mma a gabi inveiz tem futuro no wrestling telekete hehehe a primeira e a ultima foto como diziam snoopy doggy e Uriah faber sexual position kkkkkkkkkkkkk

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome