Dana White cita Marreta como próximo desafiante de Jon Jones e elogia Walker

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 03/03/2019

publicidade

Em sua primeira defesa de título após reconquistar o cinturão dos meio-pesados, Jon Jones não teve dificuldades para vencer Anthony Smith no UFC 235. “Bones” levou a melhor por decisão unânime. Logo após o evento, em uma coletiva de imprensa nos bastidores da T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA), Dana White, presidente do Ultimate, disse que o próximo desafiante do campeão deverá ser o brasileiro Thiago Marreta.

“Acho que Cormier e Brock Lesnar querem fazer essa luta (contra Jon Jones), mas vocês não querem ver Thiago Santos lutando contra Jon Jones? O Jones não parece animado em ir para o peso-pesado. Amo pensar nessa luta entre Thiago Santos e Jon Jones, quero muito fazer isso acontecer. Essa é a luta para se fazer. O que tenho disponível agora? Isso. Quem você escolheria contra Jon Jones? Eu escolheria Thiago Santos. Ele está muito bem e tem o estilo de luta que tira o melhor de Jon Jones. Adoraria assistir”, comentou Dana.

Outro brasileiro elogiado pelo “Big Boss” foi Johnny Walker, que nocauteou Misha Cirkunov em apenas 36 segundos. O lutador, de quebra, levou o bônus de “Performance da Noite”. No entanto, ao comemorar o triunfo, o carioca acabou deslocando o ombro.

“O futuro de Johnny Walker é brilhante. Ele é talentoso demais, só precisa cuidar dessa comemoração (risos). Espero que ele esteja bem. E olha como ele venceu Misha, em um piscar de olhos. Com uma joelhada incrível, impressionante”, apontou o presidente do UFC.

O duelo entre Ben Askren e Robbie Lawler, válido pelo card principal, terminou de forma polêmica. “Funky”, que estreava na franquia, encaixou uma popular gravata de porteiro no ex-campeão. O árbitro Heab Dean interrompeu a luta o que gerou insatisfação em “Ruthless”. Dana não concordou com a decisão da arbitragem e projetou uma revanche.

“Foi uma decisão ruim da arbitragem. Nós temos esse debate com os árbitros, mas falta a eles se questionarem também perguntando para quem errou: “O que você fez?” Foi uma parada ruim, mas o que podemos fazer? E nós vamos fazer esse duelo de novo”, finalizou.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 235
Sábado, 02 de março de 2019
Las Vegas, nos Estados Unidos

Card principal
Jon Jones derrotou Anthony Smith por decisão unânime dos jurados
Kamaru Usman derrotou Tyron Woodley por decisão unânime dos jurados
Ben Askren finalizou Robbie Lawler com uma gravata no 1R
Weili Zhang derrotou Tecia Torres por decisão unânime dos jurados
Pedro Munhoz derrotou Cody Garbrandt por nocaute técnico no 1R

Card preliminar
Zabit Magomedsharipov derrotou Jeremy Stephens por decisão unânime dos jurados
Johnny Walker derrotou Misha Cirkunov por nocaute técnico no 1R
Cody Stamann derrotou Alejandro Perez por decisão unânime dos jurados
Diego Sanchez derrotou Mickey Gall por nocaute técnico no 2R
Edmen Shahbazyan derrotou Charles Byrd por nocaute técnico no 1R
Macy Chiasson derrotou Gina Mazany por nocaute técnico no 1R
Hannah Cifers derrotou Polyana Viana por decisão dividida dos jurados

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade