Esposa de Ferguson pede por medida de proteção após ‘surtos’ do lutador; saiba

Publicado em 15/03/2019 por: Nilmon
Esposa de Ferguson pede por medida de proteção após ‘surtos’ do lutador; saiba

publicidade

Considerado um dos principais lutadores da categoria peso-leve do UFC, o ex-campeão interino Tony Ferguson vem causando problemas fora do octógono. De acordo com uma publicação do site MMA Junkie, Cristina Ferguson, esposa do atleta, teria pedido uma medida protetiva contra o “El Cucuy”, que é pai de seu filho, de apenas 2 anos de idade.

Tal medida teria sido protocolada após inúmeras chamadas policiais realizadas nos últimos meses, resultado de atitudes estranhas e inconsequentes por parte do lutador. Por conta disso, um serviço de prevenção à violência doméstica situado em um condado da Califórnia (EUA) agendou uma investigação para o próximo dia 22 de março e também uma audiência, marcada para o dia 5 de abril, para averiguar o desenrolar do caso.

Segundo os relatórios obtidos pelo site americano, os problemas tiveram início em janeiro de 2018, tornando-se piores em 2019, sendo relatado que policiais foram chamados pelo menos cinco vezes. Vale ressaltar, porém, que Tony não foi detido em nenhum momento.

Um dos momentos em que policiais foram chamados foi quando o lutador do UFC teria trocado as fechaduras de sua casa sem comunicar à esposa, quando estava acompanhado de seu filho. Em uma outra ocasião, um vizinho comunicou às autoridades que Ferguson não dormia há três dias e teria quebrado a churrasqueira. Além disso, ele repetiu algumas vezes que alguém teria implantado um chip em sua perna. Após contato com o atleta, um oficial disse que Tony declarou que “havia alguma pessoa dentro das paredes” de sua casa.

Dias antes desse ocorrido, Cristina Ferguson havia pedido a presença de policiais após não conseguir controlar seu marido. O lutador, aparentemente, não a violentou, mas relatos indicam que Tony estaria “fora de si” e, em diversos momentos, jogava “água benta” nela.

Através dos seus advogados, Cristina emitiu uma nota oficial. “Tony Ferguson é um bom marido e um bom pai para o nosso filho. Os procedimentos legais atuais são parte de um processo para garantir que Tony receba a ajuda necessária para continuar sendo o melhor possível, bem como para seguir sua paixão e carreira como lutador do UFC. Todos desejos positivos são sinceramente apreciados e espero que nossa privacidade seja respeitada”.

O Ultimate ainda não se pronunciou após a divulgação do caso envolvendo o lutador, que atualmente tem 35 anos e está na melhor fase de sua carreira no MMA, vindo de uma sequência de 11 vitórias consecutivas, sendo a última sobre o ex-campeão Anthony Pettis, em outubro do ano passado. Tony também é ex-campeão interino da divisão dos leves.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade