Aluna de escola em Suzano (SP) revela como o Jiu-Jitsu ajudou a escapar; veja

Publicado em 15/03/2019 por: Nilmon
Aluna de escola em Suzano (SP) revela como o Jiu-Jitsu ajudou a escapar; veja

publicidade

A Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), passou por momentos de pânico na última quarta-feira (13), quando Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique Castro, de 25, invadiram o colégio encapuzados e mataram sete pessoas – cinco alunos e duas funcionárias. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou.

O caso chocou o Brasil e repercutiu mundialmente, no entanto, a situação poderia ser ainda pior se uma das alunas, Rhyllary Barbosa, não tivesse utilizado seus conhecimentos de Jiu-Jitsu. A paulista, de apenas 15 anos, foi uma entre tantos jovens a tentar fugir da escola no momento em que Guilherme e Luiz invadiram o local. A estudante, todavia, ao tentar sair do colégio, acabou de encontro com um dos assassinos, que imediatamente a tentou segurar e chegou a agredi-la. Rhyllary, então, conseguiu controlá-lo, evitou uma queda e se desvencilhou, saindo do local rapidamente e assim dando a brecha para outros saírem.

Em entrevista à TV Record, a praticante de Jiu-Jitsu contou como a modalidade pôde ajudá-la em um momento de pânico, ressaltando que suas técnicas e a calma foram determinantes para que pudesse se livrar da ação do assassino e escapar ilesa do colégio.

Assista abaixo:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade