Lutadores de MMA acompanham Circuito UFF Rio Triathlon na Zona Oeste do Rio de Janeiro; confira

Publicado em 25/03/2019 por: Nilmon
Lutadores de MMA acompanham Circuito UFF Rio Triathlon na Zona Oeste do Rio de Janeiro; confira

publicidade

A manhã de domingo (24) no Recreio, Zona Oeste do Rio, foi marcante para lutadores do MMA brasileiro. Luis Henrique KLB e Bruno Korea, ambos ex-UFC, e Vítor Ávila tiveram o primeiro contato com o Triathlon. A tradicional modalidade reúne Natação, em mar aberto, Ciclismo e Corrida para competidores profissionais e amadores de diversas idades.

Esse contato inicial dos lutadores aconteceu na primeira etapa do Circuito UFF Rio Triathlon. Uma dos principais destaques do dia foi a triatleta Luiza Cravo, campeã na prova feminina e que vai participar do Mundial da modalidade em Nice, na França, neste ano. Ela conquistou a vaga no último dia 11, em uma prova realizada em Bariloche, na Argentina.

“O esporte como todo é muito importante. Acho que o Triathlon é uma modalidade muito dinâmica, as pessoas que o escolhem por isso. Nunca fica entediado, porque tem Natação, Ciclismo, Corrida… Você malha também pra evitar lesão e acho que isso aqui fundamental para incentivar a atividade física”, disse Luiza, de 25 anos, que também foi aluna da UFF .

Fernanda Keller, uma das maiores triatletas do país, esteve presente no evento para acompanhar a disputa. Além de tirar foto e conversar com os lutadores explicando um pouco da sua experiência na modalidade, ela também levou 23 crianças do seu projeto social, sediado no município de Niterói, também no Rio, para competir a prova.

“O Triathlon não é só uma competição, é um estilo de vida. Não é só para quem quer competir em alto nível ou ser profissional. É para todas as pessoas que querem estar em forma, curtir a natureza. Eu tenho o Instituto Fernanda Keller, que está fazendo 21 anos. Para essa etapa, trouxe 23 crianças, mas temos cerca de 100 em Niterói”, destacou.

O presidente da Federação de Triathlon do Rio de Janeiro, Júlio Alfaya, assim como Keller, frisou que o evento é para todas as pessoas: “O Triathlon é uma modalidade fantástica, que reúne três modalidades consagradas nas Olimpíadas. O bacana é que temos essa variedade de idades, com atletas de 16 anos até quase 80. É um esporte para a comunidade, para todos. Temos que desmitificar, porque o Triathlon não é um esporte para superatletas”, apontou o presidente, contando que terá uma etapa por mês em 2019.

A primeira etapa do Triathlon Rio foi financiada pelo Ministério da Cidadania e a Secretária Especial do Esporte. Estiveram presente Francisco Gilberg representando Antônio Cláudio Lucas da Nobrega, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), e Júlio Alfaya, presidente da Federação de Triathlon do Rio (FTERJ). Além disso, Ronaldo Anquieta, secretário de esporte de Miguel Pereira, representou o prefeito André Português, que deseja levar uma das atividades para região para incluir a população na prática esportiva.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade