Campeão, Bibiano conta que ainda sente dores de golpes ilegais: ‘Eu preciso cuidar da minha cabeça’

    Bibiano disse que ainda sente dores e que vai fazer exames no Canadá (Foto: Getty Images)

    Por Vitor Freitas

    Bibiano Fernandes, com 39 anos, teve seu primeiro pesadelo no cage depois 27 lutas como profissional de MMA. No último domingo (31), em Tóquio (JAP), pelo One Championship, o faixa-preta de Jiu-Jitsu estava dominando o Kevin Belingon até o segundo assalto, quando seu oponente, para tentar bloquear uma passagem de guarda, aplicou cotovelas ilegais em sua nunca. Imediatamente, o manauara levou as mãos à cabeça com expressões fortes de dor e logo em seguida o árbitro central paralisou a luta.

    Depois de ser examinado pelos médicos, Bibiano retornou ao centro do cage e foi declarado vencedor, enquanto o filipino Kevin foi desclassificado por aplicar cotoveladas ilegais. O brasileiro, em contato à TATAME, foi breve para contar como está se sentindo após o duelo.

    “Estamos quase lá, estamos recuperando bem. Mas eu vou ao médico assim que chegar no Canadá. Eu preciso cuidar da minha cabeça, pois ainda sinto um pouco de dor de cabeça e dor no pescoço. Agora estou na Tailândia, mas voltando ao Canadá já vou no médico”, disse Bibiano, que vai fazer uma nova tomografia computadorizada na América do Norte.

    Bibiano tem 15 anos de carreira como lutador e 27 lutas no MMA. Além de campeão no ONE Championship, o lutador ainda é um tricampeão mundial de Jiu-Jitsu pela IBJJF.

    Confira o lance abaixo:

     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome