Atleta projeta levar Beachboxing para as praias americanas: ‘Já temos pessoas interessadas’

    Rodrigo Playboy será o responsável por exportar o beachboxing para os Estados Unidos (Foto: TATAME)

    O crescimento meteórico da modalidade do Beachboxing, que une regras adaptadas da nobre arte aos cenários paradisíacos das praias do Rio de Janeiro, alcançou um novo patamar. Após o sucesso da edição que marcou a praia da Barra da Tijuca no último domingo (29), o novo esporte deve ultrapassar os limites territoriais do Brasil.

    Esta é a intenção dos organizadores, que escolheram o lutador Rodrigo “Playboy” para promover a modalidade nos Estados Unidos. Atleta da Black House, o agora empresário apresentará o produto a pessoas que já demonstraram interesse em realizar eventos na América, para alinhar os próximos passos do esporte. Em entrevista à TATAME, o atleta falou sobre a exportação do Beachboxing para a Califórnia.

    “Eu tentei por muito tempo no Brasil desenvolver a associação de Kickboxing e fui diretor da federação. Não é fácil trabalhar na política, mas eu vou abraçar esse projeto na Califórnia. Eu tenho certeza que nós vamos crescer. Já temos pessoas interessadas que já falaram comigo, e vamos ver o que acontece. Vamos apresentar o produto e torcer para que tudo dê certo”, avaliou.

    O atleta, que segue competindo no Kickboxing, falou um pouco sobre a ascensão do Beachboxing e explicou como a modalidade acaba sendo benéfica para até quem treina MMA profissionalmente, pelo alto teor físico exigido pela prática.

    “Eu estou sempre em atividade, eu não paro de lutar. A ideia agora é produzir o Beachboxing na praia de Manhattan e fazer com que as pessoas se mexam também com esse esporte, que não tem nada a ver com o Boxe de tablado. É completamente diferente. O desgaste físico é muito maior, o espaço da área é menor. Exige muito mais do atleta e acaba sendo um bom treino para um atleta de MMA.”

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome