Com sede de vingança, Patrício comenta luta contra Chandler: ‘Quero humilhá-lo’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 12/04/2019
Com sede de vingança, Patrício comenta luta contra Chandler: ‘Quero humilhá-lo’ Patrício Pitbull manteve o cinturão peso-pena em luta contra Emmanuel Sanchez (Foto Dave Mandel)

publicidade

Por Diogo Santarém

Atual campeão peso-pena do Bellator e recordista em número de vitórias, resultados positivos em lutas por cinturão, além do maior número de nocautes e finalizações em sua divisão, Patrício Pitbull quer seguir fazendo história. No dia 11 de maio, pelo Bellator 221, o brasileiro vai enfrentar o detentor do título dos leves, Michael Chandler, e em caso de vitória, se tornará detentor da cinta em das categorias de peso diferentes.

Além do feito histórico que pode estar por vir, o combate tem uma rivalidade em especial. Patrício e Chandler vêm trocando inúmeras provocações nos últimos tempos, e o potiguar terá a chance de “vingar” seu irmão, Patricky, que já foi derrotado pelo americano em duas oportunidades. Em entrevista à TATAME, Pitbull revelou um pouco do sentimento para encarar Michael.

“Eu não penso em entrar lá para fazer uma guerra. Eu estou treinando pra desconstruir, humilhar e machucar muito o Michael Chandler”, disse o brasileiro, que vai em busca de sua quarta vitória consecutiva na franquia.

Confira a entrevista completa com Patrício Pitbull:

Como surgiu o convite para a luta contra o Chandler?

Não é segredo para ninguém que, há muito tempo, venho pedindo essa luta. Quando iniciamos as conversas de renegociação do meu contrato com o Bellator, deixei claro que era ele que eu queria enfrentar. Daí pra frente foi simples.

Seu irmão está buscando una nova disputa de cinturão no peso-leve. Ele ficou sentido de alguma forma?

Não, de forma alguma. O Patricky sabe que eu já queria bater no Chandler antes mesmo da luta e que virou algo pessoal depois de toda m*** que ele vem falando. Ele não vê problema nisso. Só mudou a ordem. Eu bato no Chandler agora, ele bate no Chandler depois.

Qual foi o comportamento do Patricky com o acerto? Acha que sua luta com o Chandler prejudica ele na divisão dos leves?

Não. Eu vou vagar o cinturão no mesmo dia. Ele volta para o Brasil comigo, mas quando eu sair da luta, a categoria já estará sem campeão. Patricky lutará pelo título vago contra Chandler ou quem estiver apto, e ele vai ter a chance de botar as mãos no Chandler depois.

Além da chance de se tornar campeão duplo, vingar as derrotas do seu irmão é algo que te motiva?

Com certeza. Não dá pra negar que tem influência. Eu quero destroçar o Michael ‘Chandralona’.

Na sua opinião, essa será uma das maiores lutas da história do Bellator?

Isso é algo que não dá para prever. Primeiro pela luta em si, segundo pela perspectiva das pessoas. Eu não penso em entrar lá pra fazer uma guerra. Eu estou treinando pra desconstruir, humilhar e machucar muito o Michael Chandler.

Patrício Pitbull, campeão dos penas, vai em busca do título nos leves (Foto Bellator)

Como está o processo de preparação para a luta?

Sim, o camp iniciou oficialmente dia 4. Estou mais forte, voltando a meu peso natural de 78/80kg. De 2014 pra cá, eu dei uma enxugada, me mantendo mais leve que o normal, agora deixei meu peso e meu corpo voltarem para o habitual. Estou fazendo uma dieta limpa, sem comer besteiras. Meu nutricionista Chikão Freitas está cuidando bem dessa parte aí e vou muito forte para essa luta.

Como projeta esse combate? E por fim, o que podemos esperar do Patrício?

Projeto uma grande performance minha e minha mão levantada. Quero bater muito nele. Não vou deixar dúvidas de que sou o melhor, e quando ele tiver muito machucado, eu dou fim à luta.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade