Ex-mulher de BJ Penn acusa o lutador de agressão doméstica e faz graves revelações; confira

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 12/04/2019

publicidade

Lenda do MMA, sendo ex-campeão de duas categorias de peso diferentes no UFC (peso-leve e meio-médio), BJ Penn segue na ativa aos 40 anos, mas foi mais um lutador a se envolver em um caso de violência doméstica. Ex-esposa do havaiano, Shealen Uaiwa acusa o atleta de agressão física e verbal durante os anos que estiveram juntos.

Com a acusação feita, Shealen conseguiu uma ordem de restrição e outra de proteção, ambas temporárias, após denunciar o ocorrido para o Tribunal do Havaí, em outubro do ano passado. A ordem contra BJ foi efetivada e expira em outubro de 2021. O site MMA Junkie teve acesso aos documentos que registram as acusações feitas pela ex-esposa, que até então não eram de conhecimento público.

“Veio até o carro ameaçando a minha mãe, dizendo que iria chutá-la para fora de casa. Ele estava atacando a mim e a minha mãe com insultos verbais, nos chamando de ladras e manipuladoras. Estava tentando sair da garagem e ele não deixava, como quem fosse nos atacar pela janela. Meus filhos testemunharam esse incidente. Ele dizia: ‘Não é porque você não é homem que eu não posso te nocautear”, disse Shealen em um dos depoimentos.

Vale ressaltar que BJ Penn não chegou a ser julgado e punido oficialmente após as acusações. Todavia, o lutador precisa se manter a pelo menos 30 metros de distância de sua ex-mulher após as ordens judiciais obtidas por ela. Shealen Uaiwa ainda afirmou que o ex-campeão do UFC é viciado em drogas, como a cocaína, por exemplo, declarando posteriormente que BJ procura ser ativo em treinos e lutas para se manter sóbrio, mas não tem sucesso nas tentativas.

Equipe de BJ Penn contesta acusações

Por meio de um comunicado divulgado na última quinta-feira (11), pelo site “BJPenn.com”, a assessoria do membro do Hall da Fama do Ultimate classifica o processo como “altamente contestável” e as acusações feitas por Shealen como “enganosas, dolorosas e falsas”.

“BJ está em um caso altamente contestável de custódia de crianças envolvendo as suas duas filhas pequenas. Na ordem de proteção, foram feitas acusações graves contra BJ. As alegações são tão enganosas, dolorosas e falsas que qualquer outro comentário feito por BJ ou sobre BJ iria causar ainda mais danos para o bem-estar de seus filhos e potencialmente inflamariam ainda mais os processos de custódia pendentes. BJ e sua família pedem que respeitem a privacidade deles neste momento tão difícil”, diz o comunicado.

Com um cartel de 16 vitórias e 13 derrotas no MMA profissional, BJ Penn tem luta marcada contra o experiente Clay Guida no card do UFC 237, que será realizado no dia 11 de maio, no Rio de Janeiro.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade