Com 33 vitórias no MMA, Luis Japa vibra antes de estreia na PFL: ‘Minha porta de entrada para o mundo’

Com longa e vitoriosa trajetória no MMA, Luis Japa fará sua estreia pela PFL (Foto: Divulgação/SBC)

Com apenas 26 anos, Luis Rafael Laurentino, o Japa, ostenta um respeitável cartel com 33 vitórias e apenas uma derrota. Grande parte de sua carreira foi no Brasil, mas o catarinense de Balneário Camboriú está começando a ganhar o mundo. Em dezembro do ano passado, ele lutou no Serbian Battle Championship (SBC), maior evento de MMA da Sérvia, e saiu com o cinturão da organização, sua maior conquista na carreira até então.

A vitória chamou a atenção da Professional Fighters League (PFL), que o contratou para participar do torneio dos penas, que terá início nesta quinta-feira (23), em evento que será realizado em Uniondale, em Nova York (EUA).

“A PFL é a minha porta de entrada para o mundo. Depois que eu lutar, todos irão saber quem eu sou. Com certeza essa é a oportunidade que eu queria em minha carreira e não poderia ter surgido em melhor momento para mim. Estou amarradão de estar nesse GP. Enxergo isso como um jogo de vídeo game, e quero desbravar cada fase desse jogo até chegar na final e receber meu prêmio de melhor jogador “lutador”, disse Japa, de olho na premiação de1 milhão de dólares dado ao vencedor.

A estreia de Japa será contra um compatriota. Ele terá pela frente o ex-campeão do WSOF Alexandre “Capitão” Almeida, que tem um cartel de 20 vitórias e nove derrotas no MMA. Japa reconhece que o seu adversário é bastante experiente, mas ele garante que sua motivação e vontade de vencer farão a diferença nessa luta.

“O Alexandre Almeida é um cara muito experiente no MMA, já lutou com excelentes lutadores. É um faixa preta de Jiu-Jitsu com um bom nível, e já foi campeão dos penas do WSOF. Mas sinto que é o meu momento, estou alinhado. O ‘Capitão’ pode ter lutado com muitos lutadores duros, mas nunca lutou com um cara tão motivado, disciplinado e determinado a vencer como eu”, analisou o atleta da Astra Fight Team.

O evento desta quinta-feira dará início ao torneio dos penas e dos leves da PFL. Cada categoria conta com 12 participantes, e avançam para os playoffs apenas os oitos melhores atletas da primeira fase. No sistema da PFL, a vitória simples vale três pontos. Caso o atleta vença no primeiro round, soma-se mais três, no segundo mais dois pontos e no terceiro round mais um ponto. O vencedor do GP fatura o título da categoria e o prêmio de 1 milhão de dólares.

“Não gosto de criar expectativas, mas eu me sinto preparado para fazer uma grande estreia na PFL. Meu objetivo é entregar a minha melhor versão toda vez que eu entrar naquele cage. Estou focado na experiência que estou vivendo a cada luta. Nada é tão grandioso para mim do que a realização pessoal de vencer cada um daqueles lutadores e me tornar o campeão da PFL. E isso não tem preço. Um milhão de dólares não é nada menos do que eu vou merecer por vencer cinco tops mundiais em menos de um ano”, projetou Japa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Seu nome