Do Bronx quer lutar com Top 10 no UFC Uruguai e celebra boa fase: ‘Continuar sendo feliz e ousado’

    Charles chegou ao UFC em 2010 e vive um grande momento com cinco vitórias seguidas (Foto Getty Images / UFC)

    Por Yago Rédua

    Embalado no UFC com cinco vitórias seguidas, Charles do Bronx nocauteou pela primeira vez na organização no último sábado (18), no UFC Rochester. Em sua terceira luta com Nik Lentz, o paulista, maior recordista de triunfos por finalização no Ultimate (13), mostrou que a trocação está em dia para superar o rival no segundo round.

    Charles entrou no UFC em 2010, tem 24 combates na organização e registra confrontos com nomes importantes como Max Holloway, atual campeão peso-pena, Frankie Edgar, Donald Cerrone, Cub Swanson, Anthony Pettis, entre outros. Em bate-papo com a TATAME, o lutador de 29 anos contou o que aprendeu nesse tempo e o que tem sido fundamental para decolar na divisão dos leves, sendo atualmente o 11º no ranking.

    Além disso, o faixa-preta de Jiu-Jitsu projetou lutar na estreia do UFC no Uruguai, em agosto, com alguém do Top 10, e encerrar o ano de 2019 no UFC São Paulo, em novembro. Charles ainda garantiu que vai seguir lutando campeonatos de arte suave.

    Confira abaixo a entrevista com Charles do Bronx:

    -Primeiro nocaute dentro do UFC

    Foi o primeiro nocaute dentro do UFC, mas já tinha nocauteado fora. É uma emoção muito grande, mostra que o trabalho está dando certo. A evolução na parte em pé. Fico muito feliz. Acho que estou evoluindo a cada dia mais, me tornando um lutador cada vez mais completo. Sei que é só o começo, tem muita coisa ainda para acontecer. Muita coisa para aprender no Jiu-Jitsu, para crescer na parte em pé. Estou subindo um degrau de cada vez.

    -Experiência adquirida no Ultimate

    Eu entrei muito novo no UFC, era só um menino no meio de vários leões. Hoje ainda continuo um menino, mas acho que agora mais formado, com mais experiência no UFC. Mais esperto, mais malandro. Acho que a cada treino, cada luta, cada vez que você vai se dedicando, você vai crescendo. Você começa a ver que tem que ter mais calma, sem pressa de lutar, a experiência vai vindo com você lutando. Estou feliz de coração.

    -Desejo de lutar contra um Top 10

    Eu mereço entrar no Top 10 (divisão dos leves) do UFC e lutar com um cara ranqueado. Eu não tenho um nome. Só quero lutar com um Top 10, apenas. Queria muito isso.

    -Planos de lutar no Uruguai e em SP

    Bom, 2019 está sendo um ano maravilhoso pra mim, mais um ano… Não só em relação a luta, mas no geral. Eu quero muito lutar no Uruguai. Eu sei que tem que ser um passo de cada vez, sem pressa, sem loucura. Se for da vontade de Deus e o UFC quiser também, lutar no Uruguai e vencendo uma luta boa, quero fechar o ano lutando no UFC São Paulo. Seria 100% pra mim. Acho que é isso. Continuar sendo feliz e esse moleque ousado.

    -Seguir lutando torneios de Jiu-Jitsu

    Sim, com certeza (seguir lutando Jiu-Jitsu). É isso que está me mantendo nesse alto nível de competição. Me mantendo treinado e focado. Eu estou nesta pegada, treinando e me dedicando cada vez mais. Provavelmente, irei lutar a segunda etapa do Paulista. Aquilo que for aparecendo, campeonato grande ou pequeno, vou continuar me testando.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome