Com 43 medalhas conquistadas, Geração UPP volta a brilhar no Brasileiro de Jiu-Jitsu da CBJJ

Publicado em 01/05/2019 por: Nilmon

publicidade

Pelo quinto ano consecutivo, a Geração UPP viajou a Barueri (SP) para participar do campeonato de Jiu-Jitsu mais importante do país (CBJJ), no último final de semana, e como já se tornou tradição, voltou ao Rio de Janeiro com dezenas de medalhas – 43, para ser mais exato. Foram 10 de ouro, 11 de prata e 14 de bronze, além de oito de participação (para atletas até 9 anos de idade). O resultado positivo foi comemorado pelo governador do Estado, Wilson Witzel.

“Fico muito feliz de ver o sucesso dessas crianças e adolescentes e, principalmente, a integração deles com os policias militares que trabalham em nove UPPs do Rio de Janeiro. Acredito que o esporte e a educação são a melhor forma de transformar os nossos jovens em cidadãos com consciência dos seus direitos e deveres. Parabéns aos policiais que dão vida a esse projeto há dez anos e aos parceiros que ajudam a tornar os sonhos de tantas crianças em realidade”, reconheceu.

Neste ano, a delegação foi composta por 75 atletas, de nove comunidades – entre crianças e jovens de 4 a 17 anos, nas faixas branca, cinza, amarela, laranja e azul – e liderada pelos policias-professores de Jiu-Jitsu. Assessora de projetos de proximidade das Unidades de Polícia Pacificadora, major PM Bianca Neves exaltou o trabalho desenvolvido.

“Muito orgulho da determinação dos alunos e dos professores, em especial ao coordenador (Thiago) Diorgenes, que desempenhou o trabalho com brilhantismo e muita paciência. Esses policiais voluntários não ensinam somente técnicas de artes marciais, mas também mostram a esses jovens o caminho da disciplina e, sobretudo, desenvolve neles a capacidade de resiliência para enfrentar os desafios da vida”, destacou.

Com o mesmo entusiasmo, o sargento PM Chagas Bola, um dos primeiros coordenadores do projeto, parabenizou toda a equipe que faz esta engrenagem social funcionar.

“A sensação é de dever cumprido, não só para mim, como para todos os meus parceiros de farda e de kimono e, claro, para essas crianças e jovens, que serão responsáveis pelo futuro da nossa sociedade. É um orgulho imenso fazer parte disso”, declarou o faixa preta.

Além do ouro

Em 2019, a Geração UPP teve campeões e bicampeões Brasileiros, caso de Fellipe Cabral Timóteo e Isabela Marques. Mas nem todos os destaques conquistaram o ouro. Um exemplo disso é a pequena, carismática e talentosa Marion Timóteo Barbosa, de apenas 8 anos. Após duas grandes vitórias, ela acabou perdendo a final, mas nada que apagasse seu brilho, que ficou ainda mais intenso com a medalha de prata.

“O Jiu-Jitsu é a melhor coisa do mundo, para mim. Eu quero ser a melhor lutadora do mundo e quero ser professora de Jiu-Jitsu também”, disse a pequena, filha da merendeira Maria Cláudia Cabral Timóteo, que também é mãe do bicampeão Fellipe Cabral Timóteo, de 14 anos.

Assim como nas edições anteriores, a delegação da Geração UPP se dividiu em viagens no sábado e no domingo, com total apoio da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, que auxiliou com os ônibus; LBV e Super Rádio Brasil, com quimonos, lanches, almoço e demais demandas logísticas juntamente com Prime Esportes e Boomboxe. Agora, somando todas as cinco participações, a equipe detém 288 medalhas no Brasileiro da CBJJ.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade