Deiveson comenta duelo com Pantoja e vontade de fazer revanche contra Jussier: ‘Quem sabe pelo cinturão’

Publicado em 24/05/2019 por: Nilmon

publicidade

Por Diogo Santarém

Em busca de recuperação e de olho em uma chance futura de disputar o cinturão peso-mosca do UFC, o casca-grossa Deiveson Figueiredo já sabe qual será seu próximo desafio nessa caminhada. No dia 27 de julho, pelo UFC 240, no Canadá, o brasileiro terá pela frente o compatriota Alexandre Pantoja em combate envolvendo dois dos melhores nomes da divisão – quarto e terceiro colocados no ranking dos moscas, respectivamente.

Vindo de um revés para Jussier Formiga por decisão unânime, em março, Deiveson garantiu que aprendeu com a derrota. Em entrevista à TATAME, o “Deus da Guerra”, como é conhecido o lutador, falou sobre a vontade de fazer uma revanche com Jussier.

“Uma vitória em cima do Pantoja vai me deixar em ótima situação na categoria. Acho que da luta entre o Formiga e Joseph Benavidez (dia 29 de junho, no UFC Minnesota) pode sair um campeão interino, dependendo até linear se o Cejudo subir para o peso galo, então, caso eu derrote o Pantoja, posso ter essa revanche com o Formiga. Gostaria muito de ter essa chance, quem sabe lutar com o Formiga valendo o cinturão. Não fui eu lutando da primeira vez, meu potencial é muito maior do que aquilo”, afirmou Deiveson, que ainda aposta em vitória de Marlon Moraes sobre o campeão dos moscas Henry Cejudo em duelo que será realizado dia 8 de junho, no UFC 238, valendo o título dos galos.

“Creio que o Cejudo não passe pelo Marlon Moraes. Mas se passar, vai ser bom pra mim também, porque ai o cinturão fica vago no peso mosca e eu posso disputá-lo, quem sabe em uma revanche contra o Formiga. Gostaria muito de uma nova chance de enfrentá-lo”.

Antes que seus planos se tornem realidade, porém, Deiveson precisa passar por Pantoja, e a missão promete não ser fácil. Embalado com três vitórias seguidas, o lutador vive grande fase – em sua última luta, nocauteou Wilson Reis -, e exatamente por isso foi escolhido.

“Estou desafiando o Pantoja desde depois da luta com o Formiga. Eu o escolhi. É um cara que está ranqueado e eu gosto de lutas assim, são as que me interessam. Ele vem bem pra caramba, nocauteou o Wilson Reis recentemente, e eu gosto desses desafios. Foi por isso que eu desafiei ele, o UFC aceitou e estou muito feliz. Vamos fazer uma grande luta, com certeza”, projetou Deiveson, antes de analisar as qualidades do seu adversário.

“O Pantoja é um cara que melhorou bastante a trocação dele, é bem calmo, estrategista, e eu gosto disso. Eu sou um cara que perdi pra minha agressividade na última luta, fui muito paciente, então agora, ao mesmo tempo que vou agressivo, vou também com inteligência”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade