Gabriel Arges destaca ‘camp intenso’ para o Mundial 2019 e projeta tri: ‘Indo confiante para mais um título’

Publicado em 31/05/2019 por: Nilmon

publicidade

Por Yago Rédua

Bicampeão do mundo, Gabriel Arges quer recuperar a coroa da divisão dos médios. O lutador da Gracie Barra bateu um papo com a TATAME sobre a sua preparação para o Mundial da IBJJF, que acontece nesta semana, na Califórnia (EUA). O faixa-preta disse que teve um camp no mais alto nível e chega muito preparado física e mentalmente para o maior torneio de arte suave: Arges vai confiante em busca do tricampeonato.

“Muito intenso (os treinos)! Cheguei em um nível de preparação que nunca tive a oportunidade de ter antes por motivos de calendário. Consegui manter o camp sem interrupção quase nenhuma e estou muito feliz com a forma física que vou chegar no Mundial 2019”, destacou o jovem faixa-preta representante da Gracie Barra.

No “King of Mats” da UAEJJF, em janeiro deste ano, Arges derrotou Isaque Bahiense na final do GP dos Médios. O lutador da Alliance, inclusive, é o atual campeão da categoria. O mineiro comentou sobre um possível novo encontro entre os dois, analisou a novidade da premiação em dinheiro e disse que não vai participar do absoluto. No entanto, colocou Marcus Buchecha como o favorito para conquistar mais uma vez a disputa no peso aberto.

Confira abaixo o restante da entrevista com Gabriel Arges:

-Chance de um novo encontro com Isaque

O Isaque (Bahiense) é um dos melhores competidores do peso médio. Nunca descarto a possibilidade de enfrentá-lo. Acho que um encontro com ele seria outra luta duríssima.

-Premiação em dinheiro na faixa-preta

É um passo à frente na profissionalização do nosso esporte. Atletas no Jiu-Jitsu ainda não conseguem viver só de premiações em campeonatos, mas estou confiante que medidas como essa possam elevar o retorno financeiro para atletas que sonham em viver de lutar.

Ver essa foto no Instagram

Scary Lineup @stewartuy

Uma publicação compartilhada por GABRIEL ARGES (@gabrielarges) em

-Responsabilidade de ser favorito na divisão

Sendo favorito ou não, meu objetivo é o mesmo: ser campeão. Acredito que minha preparação mental e física continua a mesma e a expectativa também não muda, é vencer. Estou indo muito confiante para mais um título, em busca do tricampeonato.

-Fora do absoluto e Buchecha como favorito

Ainda não está na hora pra mim. Um dia ainda vou fazer parte quando estiver lutando de meio-pesado ou pesado. Esse ano vejo a disputa acirrada como sempre. Acho que o Nicholas Meregali vai chegar forte, mas o Marcos Buchecha ainda leva. A combinação de elementos que ele (Buchecha) traz como atleta é difícil de ser batida, um alto nível.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade