Smith finaliza Gustafsson e ‘cala’ torcida no UFC Estocolmo; Léo volta com triunfo

    Anthony Smith foi superior e finalizou Alexander Gustafsson no quarto round (Foto Getty Images / UFC)

    Lutar em seu país natal tem o benefício do apoio da torcida, mas ao mesmo tempo, traz uma grande pressão pela vitória, principalmente quando seu adversário é de outra nacionalidade. Fazendo a luta principal do UFC Estocolmo, realizado neste sábado (1), o sueco Alexander Gustafsson teve o apoio da torcida presente na arena do início ao fim, mas com um desempenho abaixo do esperado, foi finalizado no quarto round com um mata-leão por Anthony Smith, amargando sua segunda derrota consecutiva.

    Bem abalado com mais um resultado negativo, Gustafsson, em entrevista pós-luta, agradeceu o apoio que recebeu dos seus compatriotas, mas anunciou sua aposentadoria do MMA ao deixar as luvas no octógono. Vale ressaltar que, em 2015, o sueco já havia sido derrotado lutando em seu país, por Anthony Johnson, que o nocauteou no primeiro round.

    No co-main event, o austríaco Aleksandar Rakic brilhou e, ainda no primeiro assalto, venceu Jimi Manuwa após aplicar um chute alto espetacular. Ainda no card, sueco dois brasileiros estiveram em ação. Após quase três anos sem lutar, Léo Santos deu show em seu retorno e superou Stevie Ray com um belo nocaute. Já a estreante Duda Cowboyzinha até começou bem, mas depois acabou sendo finalizada por Bea Malecki.

    Smith finaliza Gustafsson e reencontra vitória

    Logo de início, Anthony Smith mostrou-se mais ofensivo, tentando “encurralar” Alexander Gustafsson contra a grade. Na sequência, o americano, com boa movimentação no cage, aplicou golpes precisos e levou vantagem. No segundo assalto, o combate seguiu o mesmo roteiro, com Smith buscando mais a luta e aplicando melhores golpes sobre Gustafsson, que passou a mostrar dificuldade de movimentação por conta de um ferimento na perna.

    Gustafsson anunciou sua aposentadoria após amargar nova derrota (Foto Getty Images)

    No terceiro round, o confronto ficou mais movimentado, já que Gustafsson, ciente de sua desvantagem, passou a tentar mais o ataque, enquanto Smith manteve sua postura ofensiva. Na reta final, após um chute, o sueco derrubou o americano e terminou a parcial por cima, golpeando e levando a torcida local ao delírio. No quarto assalto, porém, Anthony voltou a controlar as ações e levou Gustafsson para o chão, grudando nas costas logo em seguida. A partir daí, o americano teve tranquilidade, pressionou o sueco na grade e, com muita técnica, finalizou com um justo mata-leão, voltando a vencer na organização.

    Austríaco aplica nocaute com chute espetacular

    Aleksandar Rakic mostrou que, de fato, chegou para fazer barulho na divisão dos meio-pesados. O austríaco, de 27 anos, impressionou e, ainda no primeiro round, nocauteou Jimi Manuwa após aplicar um potente chute alto que pegou em cheio no queixo do oponente, que já caiu desacordado. Agora, Rakic soma quatro vitórias pelo UFC, 12 triunfos ao todo.

    Rakic botou Jimi Manuwa para dormir com um nocaute espetacular (Foto Getty Images)

    Léo Santos tem grande volta e nocauteia escocês

    Em ação no card preliminar do UFC Estocolmo, Léo Santos mostrou que o período de quase três anos sem lutar não fez diferença. Diante de Stevie Ray, o brasileiro – conhecido por sua eficiência no Jiu-Jitsu – colocou a trocação em ação e, após um começo equilibrado, aplicou um golpe certeiro no queixo do escocês, que já caiu nocauteado. Uma vitória espetacular de Léo, ainda no primeiro round, somando seu sexto triunfo no Ultimate.

    Léo Santos nocauteou ainda no primeiro round em retorno (Foto Getty Images)

    Duda começa bem, mas é finalizada em estreia

    Bea Malecki e Duda “Cowboyzinha” Neves começaram o duelo na trocação franca. Ambas estreantes, as duas queriam mostrar serviço, mas a brasileira foi a primeira a usar melhor sua estratégia ao aplicar três boas quedas em sequência, abrindo vantagem.

    No segundo round, ao tentar derrubar, Duda acabou caindo por baixo e passou por momentos de apuros. Ao receber golpes no ground and pound, a carioca acabou deixando seu pescoço exposto, abrindo brecha para tentativas de finalização da adversária. Cowboyzinha até chegou a se defender, mas na terceira tentativa de mata-leão, foi forçada a dar os três tapinhas, sofrendo seu primeiro revés. Do outro lado, Malecki debuta com triunfo no Ultimate e mantém sua invencibilidade no MMA, agora com três vitórias.

    Em duelo de estreantes, Bea Malecki levou a melhor sobre Duda (Foto Getty Images)

    RESULTADOS COMPLETOS:

    UFC Fight Night 153
    Estocolmo, na Suécia 

    Sábado, 1º de junho de 2019

    Card principal
    Anthony Smith finalizou Alexander Gustafsson com um mata-leão no 4R
    Aleksandar Rakic derrotou Jimi Manuwa por nocaute no 1R
    Makwan Amirkhani finalizou Chris Fishgold com um triângulo de mão no 2R
    Christos Giagos derrotou Damir Hadzovic por decisão unânime dos jurados
    Daniel Teymur derrotou Sung Bin Jon por decisão unânime dos jurados

    Card preliminar
    Sergey Khandozhko derrotou Rostem Akman por decisão unânime dos jurados
    Lina Lansberg derrotou Tonya Evinger por decisão unânime dos jurados
    Léo Santos derrotou Stevie Ray por nocaute no 1R
    Frank Camacho derrotou Nick Hein por nocaute técnico no 2R
    Bea Malecki finalizou Duda “Cowboyzinha” com um mata-leão no 2R
    Devin Clark derrotou Darko Stosic por decisão unânime dos jurados
    Joel Alvarez derrotou Danilo Belluardo por nocaute técnico no 2R

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome