O catarinense Alberto Uda terá uma parada duríssima pela frente quando pisar no cage do Oktagon MMA no próximo sábado (8). Chamado de última hora para o evento, que vai acontecer na cidade de Bratislava, na Eslováquia, Uda vai encarar o uzbeque Makhmud Muradov, integrante da Money Team, equipe do multicampeão de Boxe Floyd Mayweather. O atleta da Astra Fight Team, que teve uma sequência de quatro vitórias seguidas interrompidas em maio, quer dar a volta por cima com uma grande performance.

“Peguei a luta faltando duas semanas e não sabia muito do meu oponente, até que descobri que ele é da Money Team, e estava escalado para o Contender Series. Acredito que ele vai querer trocar em pé, e aí vai ser uma guerra, porque vou trocar com ele em pé. Estou muito bem preparado para a luta. Logo após a minha última luta, vinha corrigindo os meus erros e aprimorando o meu jogo. A expectativa é de vitória, claro”, disse Uda.

O brasileiro possui um cartel de 13 vitórias e apenas três derrotas. No início da carreira, ele engatou nove vitórias seguidas, vencendo oito delas por nocaute ou finalização, e acabou contratado pelo UFC. No Ultimate, ele perdeu as únicas duas lutas que fez, e acabou demitido. Depois que deixou UFC, ele engatou quatro vitórias seguidas, três delas por finalização. Mas em sua última luta, no dia 3 de maio, ele acabou derrotado pelo russo Rinat Fakhretdinov no Fight Nights Academy Penza. Agora, quer voltar a vencer.

“Vou pressionado para essa luta, sim, mas isso não muda nada. Até porque, mesmo que eu viesse de vitória, eu lutaria da mesma forma. Como eu disse anteriormente, a expectativa é boa. Meu foco está nesta luta, depois vejo quais serão os meus próximos passos no esporte. Mas pode ter certeza que estarei pronto quando for chamado”, encerrou Alberto.