Zumbi Coreano cita prática de ‘golpe fatal’ em Moicano e projeta luta pelo cinturão: ‘Cada vez mais perto’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 24/06/2019
Zumbi Coreano cita prática de ‘golpe fatal’ em Moicano e projeta luta pelo cinturão: ‘Cada vez mais perto’

publicidade

Após a derrota para Yair Rodriguez, Chan Sung Jung, o “Zumbi Coreano”, sabia que o duelo contra Renato Moicano, no último sábado (22), pelo UFC Greenville, era de grande importância para seu futuro na categoria peso pena. Ciente da necessidade de uma boa apresentação e, principalmente, da vitória, o lutador teve uma atuação impecável e precisou de 58s para derrotar o brasileiro, que amargou seu segundo revés seguido.

Com um potente golpe de direita, que abriu caminho para o nocaute técnico sobre Moicano, o Zumbi Coreano revelou que tal movimento já vinha sendo praticado por ele em sua academia durante o período de preparação para encarar o brasileiro em Greenville.

“Esse foi um golpe que eu treinei por muito tempo, já foco nisso há muito tempo. Pratico na academia e aproveitei o momento para usá-lo. Nunca planejo que minhas lutas sejam rápidas assim, mas elas sempre acabam se tornando emocionantes e empolgantes”, disse o lutador sul-coreano, em entrevista coletiva aos jornalistas após o triunfo.

Além do resultado positivo sobre um adversário importante no ranking da divisão dos penas, Chan Sung Jung fez história ao se tornar o primeiro lutador peso-pena na história do UFC e do extinto WEC a emplacar dois nocautes em menos de um minuto. Vale relembrar que, em 2011, o Zumbi Coreano nocauteou Mark Hominick em somente sete segundos de duelo. O lutador celebrou o feito e declarou que se vê como um possível candidato a disputar, em breve, o título da categoria, hoje em posse de Max Holloway.

“Estou muito animado agora porque acredito que cheguei perto e estou credenciado para lutar pelo título da categoria novamente. Está ficando cada vez mais perto e real. Não tenho preferência de contra quem quero duelar na próxima luta, mas qualquer um que esteja mais bem ranqueado que eu me interessa”, concluiu o casca-grossa, que já disputou o cinturão dos penas em 2013, quando perdeu para José Aldo por nocaute técnico.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade