Aos 34 anos, Chad Mendes anuncia aposentadoria do MMA: ‘Hora do próximo capítulo’; confira

    Chad Mendes anunciou sua aposentadoria do MMA aos 34 anos (Foto: Getty Images/UFC)

    Com 34 anos e um cartel de 18 vitórias e cinco derrotas no MMA, Chad Mendes anunciou sua aposentadoria do esporte. A confirmação veio através do próprio lutador, na última terça-feira (9), através de suas redes sociais, onde fez agradecimentos aos seus fãs pelo apoio recebido durante os 11 anos que competiu na modalidade.

    “Eu só quero dizer OBRIGADO a todos os meus fãs e a todos que se conectaram para me ver lutar! Com 29 anos de competições e 11 anos no MMA, sinto que é hora do próximo capítulo da minha vida! Tem sido uma jornada incrível com tantas lições de vida ao longo do caminho. Eu me sinto extremamente abençoado por estar vivendo essa vida que e mal posso esperar para ver o que o próximo capítulo tem reservado para mim. Sou verdadeiramente grato por todo o amor e apoio que vocês demonstraram. Obrigado e vamos continuar demolindo este lugar”, escreveu o lutador.

    Oriundo do Wrestling, iniciou no MMA em 2008 e vinha de bons resultados no extinto WEC até assinar com o UFC, onde estreou em 2011. Poucos meses depois, em sua terceira luta na organização, já fez sua primeira disputa de cinturão, sendo derrotado por José Aldo – campeão peso-pena na época – por nocaute ainda no primeiro round, sofrendo seu primeiro revés na carreira.

    O americano, então, precisou vencer outros cinco oponentes para ter a chance de enfrentar o brasileiro pelo título, o que aconteceu em 2014, quando o americano voltou a ser superado, desta vez por decisão unânime. No ano seguinte, Mendes venceu Ricardo Lamas e, na sequência, recebeu o direito de enfrentar Conor McGregor pelo título cinturão interino dos penas. Diante do irlandês, Chad acabou sendo nocauteado no primeiro assalto.

    Ainda em 2015, Chad Mendes foi flagrado em um exame antidoping e recebeu suspensão de dois anos, aplicada pela USADA (Agência Antidoping dos EUA). Seu retorno aconteceu em julho do ano passado, quando nocauteou Myles Jury no primeiro round. No entanto, em dezembro foi derrotado por Alexander Volkanovski, em luta que ficou marcada por ser a última de sua carreira.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome