Holly Holm descarta aposentadoria, mas lamenta nocaute pra Amanda: ‘Pesadelo’

    Holly Holm se pronunciou pela primeira vez após derrota para Amanda (Foto: Getty Images/UFC)

    Nocauteada ainda no primeiro round por Amanda Nunes no UFC 239, realizado no último sábado (6), em Las Vegas (EUA), Holly Holm foi aconselhada por Dana White, presidente da organização, a se aposentar do MMA. Aos 37 anos, a americana, que sofreu sua quinta derrota no MMA, parece não estar disposta a seguir os conselhos do seu chefe.

    Através de sua conta oficial no Instagram, a ex-campeã peso-galo e multicampeã no Boxe gravou uma série de vídeos em formato de “Stories” e se pronunciou pela primeira vez após a dura derrota para a brasileira. Mesmo com o revés, Holm brincou em alguns momentos e ressaltou que pretende seguir com sua carreira no MMA.

    “Eu sempre disse que viveria a vida dos sonhos. Nunca sonhei em ser chutada na cara, nunca foi parte do meu sonho. É tipo a parte do pesadelo. Vivi um pequeno pesadelo… Acordar toda manhã, tipo: ‘É, isso foi real. Aconteceu’. Mas eu só quero que vocês saibam que estou bem e que sei de uma coisa: ainda vou seguir em frente. Estou com o coração partido agora, mas estou bem. Só quero que vocês saibam que agradeço o amor e o apoio. E se você quiser ganhar um preenchimento labial de graça, é só tomar um chute na cara”, brincou a americana.

    Com 12 vitórias e cinco derrotas em sua carreira no MMA profissional, Holly Holm venceu apenas duas de suas últimas sete lutas na organização – Bethe Correira e Megan Anderson. Com disputas de título em sequência, a lutadora já perdeu para Amanda Nunes, Cris Cyborg, Germaine de Randamie, Valentina Shevchenko, Miesha Tate nos últimos anos.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome