Animado para lutar em Abu Dhabi, Davi Ramos analisa rival do UFC 242 e diz: ‘Pronto pra matar o jogo dele’

Publicado em 02/07/2019 por: Nilmon
Animado para lutar em Abu Dhabi, Davi Ramos analisa rival do UFC 242 e diz: ‘Pronto pra matar o jogo dele’

publicidade

Por Diogo Santarém

Vivendo grande fase na divisão dos leves, Davi Ramos tem mais um importante duelo em sua caminhada rumo ao topo no UFC 242, marcado para o dia 7 de setembro, quando enfrentará o russo Islam Makhachev em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos.

Atualmente são quatro vitórias seguidas para Davi, que em entrevista à TATAME, comentou sobre a empolgação de lutar nos Emirados Árabes, país que considera sua “segunda casa” por conta da ligação com o Jiu-Jitsu e onde vai frequentemente na Team Nogueira Dubai.

“Conheço sim (os EAU). Desde 2011 eu vou pra lá, luto o Abu Dhabi World Pro às vezes, estou sempre indo. Vou muito para Dubai também. onde temos uma filial da Team Nogueira. Lá é praticamente a minha segunda casa (risos), vou muitas vezes, então a expectativa está ótima”, contou o faixa-preta de Jiu-Jitsu, que também revelou que viajará antes para se adaptar ao calor local, entre outros ajustes finais antes do confronto.

O brasileiro, entretanto, não terá vida fácil. Assim como Davi, Islam Makhachev também chega embalado para o duelo, com cinco triunfos consecutivos. Em seu cartel, o lutador russo de 27 anos – cinco a menos que Ramos – soma 17 vitórias e somente um revés.

“Todo atleta de MMA que luta no UFC, vindo de uma sequência de vitórias, é um fato que não é para todos, então tem pressão dos dois lados. O nosso jogo é muito bem casado. Espero que ele queira fazer o Wrestling que está acostumado comigo, isso ia me deixar muito feliz (risos), mas estou preparado para tudo, sem pressão nenhuma. É uma luta importante, que vai me colocar em outro patamar na divisão em caso de vitória”, disse o carioca, sem se impressionar com os números de Islam, 14° lugar no ranking peso-leve.

“Ele é um wrestler, gosta de fazer pressão, vem do Sambo, tem um refinamento, mas assim, são modalidades diferentes. Estamos falando de MMA, e a pressão que ele impôs nos caras que lutou antes, não conseguirá fazer comigo. Meu nível de Jiu-Jitsu é muito mais avançado do que qualquer atleta do UFC. Vou estar pronto para matar o jogo dele”.

Por fim, Davi Ramos, que pode alcançar a maior sequência positiva da sua carreira caso engate a “quina” contra o russo, falou sobre seus planos para ser campeão: “Estou treinando para uma verdadeira guerra, me preparando como nunca me preparei na vida. Na verdade, estou me preparando para ser campeão, então estou treinando o máximo que eu posso para chegar lá, sair com a vitória e me aproximar do cinturão”, encerrou.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade