Após defender cinturão do Pancrase pela segunda vez, Rafael Morcego aguarda chamado do ONE; saiba

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 23/07/2019
Após defender cinturão do Pancrase pela segunda vez, Rafael Morcego aguarda chamado do ONE; saiba

publicidade

Campeão peso-galo do Pancrase, Rafael Morcego mais uma vez mostrou a força do seu Jiu-Jitsu para superar um adversário. No último domingo (21), ele finalizou o japonês Yuto “Kintaro” Hokamura com um katagatame pelo Pancrase 307, realizado em Tóquio (JAP), para defender com sucesso o cinturão pela segunda vez. O brasileiro, porém, teve dificuldades para conquistar sua 15ª finalização na carreira. Isso porque Morcego sofreu, ainda no primeiro round, duros golpes na nuca, que não são permitidos no MMA. O árbitro demorou a interromper o combate para punir Kintaro, o que quase lhe custou a luta.

“Era uma luta dura, porque o meu oponente era muito bom na trocação. A minha ideia era tentar finalizar logo no começo da luta, mas infelizmente não consegui. Levei pelo menos umas 20 cotoveladas ilegais atrás da cabeça e quase perdi a luta por isso. Depois eles pararam e deram um cartão amarelo para o meu adversário, mas até o árbitro tomar essa atitude, eu já estava quase nocauteado. O juiz me pediu desculpas por ter demorado, mas desculpa não ia adiantar nada se eu tivesse perdido a luta. Mas, no final, deu tudo certo. Eu consegui me recuperar bem, voltei para o segundo round e consegui fazer o que eu queria ter feito no primeiro round, que era finalizá-lo. Mas o primeiro round foi bem complicado com os golpes ilegais, mas, graças Deus, deu tudo certo”, contou Morcego.

Essa foi a terceira vitória seguida de Morcego, que hoje aos 34 anos, agora possuiu 31 triunfos e apenas seis derrotas no cartel. Em maio do ano passado, ele venceu Masakatsu Ueda para faturar o cinturão. Em março deste ano, fez a sua primeira defesa, contra Kenta Takizawa, e venceu com um mata-leão ainda no primeiro round. Agora ele se prepara para lutar no ONE Championship – principal organização de MMA da Ásia – representando o Pancrase, o que foi confirmado logo depois do confronto contra Yuto Hokamura.

“Essa foi a minha segunda defesa de cinturão. Agora vou lutar no ONE representando o Pancrase. Isso já foi confirmado. Estou apenas esperando a data e o adversário, mas já saí da luta com isso confirmado pelos organizadores”, revelou o atleta da Astra Fight Team.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade