Após um mês na Infight Japão, Gabi Pessanha se diz pronta para o Grand Slam de Tóquio: ‘Muito animada’

Publicado em 27/07/2019 por: Nilmon
Após um mês na Infight Japão, Gabi Pessanha se diz pronta para o Grand Slam de Tóquio: ‘Muito animada’ Gabi vem se destacando no Grand Slam da UAEJJF e será atração no Circuito Mineirinho (Foto Ane Nunes)

publicidade

Por Yago Rédua

Após brilhar na temporada 2018/19, ainda como faixa-marrom, Gabi Pessanha retorna novamente para o Circuito da AJP Tour, que recomeça neste fim de semana (27 e 28) com o Abu Dhabi Grand Slam de Tóquio, no Japão. Agora faixa-preta, Gabi quer seguir escrevendo seu nome na história da organização. Em abril, a jovem aluna de Márcio de Deus encerrou a temporada com o primeiro lugar no ranking feminino adulto faixas-marrom/preta da UAEJJF, ouro no World Pro, além de títulos em todos os Grand Slams.

Pronta para voltar à ação em Tóquio, a faixa-preta, que está há um mês no país treinando na Infight Japão, em Gunma, sob os comandos do professor Renato Silva, conversou com a TATAME sobre sua expectativa para o evento na capital japonesa e o resto da temporada.

“Temporada passada eu fui campeã ano do ranking, venci os Grand Slams de Tóquio, Los Angeles, Rio de Janeiro, Abu Dhabi e Londres, e consegui fechar com o ouro no World Pro, consolidando minha liderança no ranking. Nesta temporada vou lutar todos os Grand Slams de novo e espero conseguir repetir meu feito”, disse a jovem lutadora, que completou.

“Esse ano eu vim um mês antes (para o Japão) para treinar. To vivendo uma experiência que eu nunca vivi. Estou ficando na academia, ano passado fiquei na casa do Renato e sua esposa, mas aqui tem alojamento, comida, tudo, e eu sempre sonhei com isso, em viver o Jiu-Jitsu 24h por dia. Aqui eu consigo. Eu acordo no tatame, durmo no tatame, como no tatame (risos). Está sendo uma experiência incrível, além do treino ser muito forte”.

Gabi Pessanha recebeu a faixa preta em junho, durante o Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF, e em teoria iria estreá-la no Grand Slam de Moscou, realizado no mesmo mês, na Rússia. Porém, sem adversárias na divisão até 95kg, venceu por W.O. na abertura do Circuito da AJP Tour. No Japão, a brasileira finalmente espera debutar na elite da arte suave.

“Vai ser a minha primeira competição como faixa-preta e estou bem animada. Ano passado eu lutei aqui de faixa-marrom, também foi minha estreia na faixa, e estou muito animada e feliz por tudo que estou vivendo. É incrível ver a evolução de um ano pra cá, eu já com a faixa preta, com muitos aprendizados. Estou animada para o que vem pela frente. É isso que eu amo fazer então vou lá e dar o meu melhor, não preciso provar nada pra ninguém”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade