Arges cita ‘coração’ pra vencer Bahiense na final do Mundial 2019 e foca no ADCC

Publicado em 16/07/2019 por: Nilmon
Arges cita ‘coração’ pra vencer Bahiense na final do Mundial 2019 e foca no ADCC

publicidade

Por Yago Rédua

No último mês de junho, Gabriel Arges conquistou mais um título mundial na faixa-preta. A decisão da categoria dos médios foi contra um velho conhecido do lutador da Gracie Barra, Isaque Bahiense. Ainda neste ano, os dois se enfrentaram na decisão do King os Mats da AJP, em Abu Dhabi, com Arges também levando a melhor e ficando com o ouro.

A final dos médios no Mundial teve muita ação e o placar marcava 4 a 4 nos pontos, mas Bahiense vencia por uma vantagem faltando menos de 20 segundos para o fim. Foi aí que Arges ligou o “turbo”, tentou um ataque nas costas e anotou as vantagens necessárias para virar e somar seu terceiro ouro mundial. À TATAME, o mineiro deu os detalhes.

“No início da luta, eu estava controlando bem e me sentindo tranquilo. O Isaque é muito experiente taticamente e conseguiu aquela vantagem que estava dando a vitória até então. Como ficou bastante travado no final, foi puro coração mesmo pra tirar as duas vantagens que me deram a vitória”, comentou o pupilo de feras como Preguiça e Rômulo Barral.

Ao longo do bate-papo, o lutador comentou sobre o equilíbrio da categoria dos médios no Mundial 2019, a possibilidade de subir para os meio-pesados e o foco total no ADCC. Arges disse que a preparação para o maior torneio de luta agarrada do mundo já começou.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com Gabriel Arges:

-Equilíbrio na divisão dos médios

Acho que o peso médio é a categoria mais disputada do Mundial. São muitos nomes de peso e atletas bem preparados pra ganhar. O nível só vem aumentando agora que vem novos atletas chegando na preta. Se este ano já foi assim, 2020 promete fortes emoções!

Ver essa foto no Instagram

Foram mais lesões do que eu possa contar, mais horas trabalhando e mais obstáculos do que qualquer outro ano da minha carreira. Mas se tem uma palavra que resume minha temporada é GRATIDÃO. Gratidão à Deus por me devolver a paixão não só por lutar mas de poder me preparar e amar o processo. Chegamos lá! CAMPEÃO MUNDIAL IBJJF FAIXA PRETA mais uma vez, obrigado pelo apoio e suporte de todos vocês ♥️. . . There were more injuries than I can count, more hours of work than I ever put in before in a training camp. More roadblocks than any other year leading up to this tournament. But if there is one word that sums it all up is GRATITUDE. Grateful to God for blessing with this fire to compete and enjoy the preparation process again. We made it one more time! BLACK BELT @ibjjf WORLD CHAMPION ?

Uma publicação compartilhada por GABRIEL ARGES (@gabrielarges) em

-Chance de subir para o meio-pesado

O corte de peso pra chegar no peso médio é sempre complicado e não pretendo fazer esse corte mais de uma vez por ano daqui pra frente. Pode ser que o Mundial do ano que vem eu faça essa mudança, mas é algo que eu vou decidir juntamente do Rômulo (Barral) quando planejar a temporada de quimono de 2020. É uma decisão que tomarei depois.

-Preparação para o ADCC 2019

Já estou na primeira fase de treinamentos. Sem dúvida é um grande objetivo meu estrear bem nesse evento. Tenho muita vontade de ganhar esse título que falta na minha carreira e estou muito focado na minha evolução pra chegar preparado. Não vejo a hora de lutar!

-Objetivos para o restante do ano

Meu maior objetivo é o ADCC. Estou marcando algumas superlutas pra ganhar ritmo até lá (o torneio será no fim de setembro). Provavelmente, vocês ainda irão me ver lutando pelo Fight 2 Win em uma possível disputa de cinturão No-Gi e também o ACB Jiu-Jitsu.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade