Assim como Rockhold, Dana ‘aconselha’ aposentadoria para Holm: ‘Me preocupo’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 09/07/2019
Assim como Rockhold, Dana ‘aconselha’ aposentadoria para Holm: ‘Me preocupo’

publicidade

A derrota de Holly Holm para Amanda Nunes por nocaute técnico ainda no primeiro round, no co-main event do UFC 239, realizado no último sábado (6), em Las Vegas (EUA), deve causar uma espécie de reflexão para a americana a respeito do seu futuro no MMA.

Com 37 anos e um cartel de 12 vitórias e cinco derrotas no esporte, Holm – multicampeã no Boxe – sofreu cinco reveses em suas últimas sete apresentações pela organização. Além de Amanda, Cris Cyborg, Germaine de Randamie, Valentina Shevchenko e Miesha Tate foram responsáveis por derrotar a ex-campeã peso-galo do Ultimate nos últimos anos.

Após o evento, o presidente do UFC, Dana White, foi questionado sobre o futuro de Holm na organização. O mandatário ressaltou a história da lutadora nas artes marciais, onde, além de já ter sido campeã no UFC, brilhou no Boxe em três categorias diferentes. No entanto, Dana, assim como fez com Luke Rockhold, aconselhou Holly a se aposentar.

“Ouça, eu não quero começar a agir como um louco, mas ela teve uma carreira incrível. Ela é um dos seres humanos mais doces que você pode conhecer e se você a seguir no Instagram, ela treina como uma fera. Ela tem quase 40 anos e está em grande forma. As coisas que essa mulher pode fazer fisicamente são fenomenais. Ela é uma atleta incrível, um ser humano incrível. Eu não sei. Acho que ela precisa dar uma olhada no que vem a seguir para ela. Só estou dizendo isso porque me preocupo com ela como pessoa”, disse.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade