Campeão no F2W, Marcio André abre o jogo sobre vida e lançamento de sua academia nos EUA: ‘Um sonho’

Publicado em 24/07/2019 por: Nilmon

publicidade

Por Vitor Freitas

Marcio André tem apenas 24 anos, mas uma história bonita no Jiu-Jitsu. Cria de Bangu, no Rio de Janeiro, o hoje faixa-preta mudou o rumo da sua vida por causa da arte suave.

Apesar dos problemas sociais que assolam as comunidades do Rio, ele conseguiu vencer nos tatames e na vida, sua meta principal. Hoje pai de família e, agora, empreendedor, Marcinho tem títulos importantes na faixa-preta no Europeu, Brasileiro e Mundial da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF), assim como um ouro no World Pro.

Há cinco anos na faixa-preta, Marcio também evoluiu na sua vida pessoal. O aluno de Fábio Andrade está prestes a abrir sua academia no Arizona, em Phoenix, nos Estados Unidos.

“A minha vida mudou para melhor com a chegada da minha filha. Agora vou abrir minha academia e estou animado com toda essa mudança. Eu tenho apenas 24 anos, vai ser bem legal viver essa experiência novo. Nada foi fácil na minha vida, sempre tive que dar mais de 100% para conquistar minhas coisas e tudo está se encaixando agora. Conquistei grandes títulos no esporte e estou empolgado para vencer cada vez mais. Vou batalhar para conquistar o topo mais uma vez, essa é a meta”, contou Marcinho em entrevista à TATAME, antes de falar sobre sua academia, que vai seguir sob a bandeira da Nova União.

“Cara, eu sempre fui empreendedor. Quando era faixa-laranja, eu contei um pouco da minha história nas páginas da revista TATAME e lá lembrei que já trabalhei em um Lava-Jato, carregava sacola em mercado, vendia frango aos domingos… Meu início não foi fácil e ainda hoje não é, viver seu próprio sonho é trabalhar mais que tudo e todos. Tudo o que fiz era para manter meu sonho de atleta e consequentemente isso me fez ser um melhor professor na academia. Eu entendi como funciona qualquer tipo de pessoa. Ter minha própria academia é um sonho que tenho desde novo e agora vou poder realizá-lo, ajudar todos que treinam em Bangu, trazer pessoas para treinar aqui, na academia. Vou viver o que sempre sonhei e estou animado com tudo isso. Eu tive experiências como professor em Abu Dhabi e aqui nos Estados Unidos, quando ensinei na academia do Gustavo Dantas. Foram experiências incríveis e sou grato por tudo isso”, afirmou o multicampeão.

No último fim de semana, o atleta da Nova União voltou a lutar pelo Fight 2 Win, em Minnesota, nos Estados Unidos, onde fez a luta principal da edição 118. Na ocasião, em disputa bem apertada, Marcinho venceu Kennedy Maciel na decisão dos árbitros.

“Fiquei feliz pela luta e ainda mais pela valorização que o evento dá ao atleta. Eu e o Kennedy demos um show, lutamos pra frente o tempo todo, ainda teve uma tentativa de finalização no fim da luta. Quero lutar pelo cinturão da categoria, venho de duas vitórias seguidas e de lutas empolgantes. Estou retornando aos treinos e vou focar bastante para a próxima competição agora. Todo esse tempo vai ser focado na minha academia também”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade