Coluna da Arte Suave: a dose exata de motivação para o seu treino render melhor; leia o artigo e opine

Publicado em 22/07/2019 por: Nilmon
Coluna da Arte Suave: a dose exata de motivação para o seu treino render melhor; leia o artigo e opine

publicidade

Por Luiz Dias

Vamos lá, pega o seu quimono e vá treinar. Pense com um foco. Pense em dar todos os treinos, independentemente de estar cansado ou não. Vou lutar para finalizar. Se eu for finalizado, volto para o treino e tento de novo. Pense sempre: “hoje o treino é para puxar os meus limites e não apenas mais um treino”. Não, hoje não é só o cumprimento da rotina do meu dia. Hoje é o dia de eu vencer a mim mesmo, superar os meus limites. 

Desafiar os meus medos. Chamar para treinar quem me amassa. Hoje eu vou buscar o treino que me desafia, hoje vou dar a vida para não perder nenhum combate. No treino de hoje, vou tentar acertar as posições, vou lutar focado no treino. Todas as lutas serão finais de campeonatos pra mim. Não importa se meu oponente é mais graduado ou maior.

Equilíbrio, resistência e foco. Hoje no treino vou lutar sem pensar na próxima luta. A luta que me importa é a que estarei lutando. Na hora que começar a luta, vou esquecer, enquanto pisar no dojo, irei superar meus medos, minhas tristezas ou dores. Nada mais vai estar na minha mente além da vontade de vencer. Isso tem que ser soberano.

Esses pensamentos eu repito para mim mesmo. Creio que esses motivacionais são importantes em todos os momentos pré e pós treinos. Temos que direcionar nosso pensamento sempre para o lado positivo. Ninguém evolui ou melhora o seu Jiu-Jitsu na zona de conforto. Provoque seus próprios desafios, crie seus desafios. Se coloque na zona de desconforto e busque a evolução a partir dela. Parece uma simples coletânea de motivacionais de Jiu-Jitsu, mas quantas vezes vamos treinar sem estar com a mente no treino? Fazemos automaticamente, realizando quase que mecanicamente o roteiro?

Vamos treinar conscientemente, com a mente focada no treino. Nesse momento, nada mais deve existir no seu pensamento além do momento da luta. O correto é viver o momento presente da luta, do treino. Quando nosso pensamento não está focado, perdemos a atenção e não realizamos o que deveríamos fazer. Eu, muitas vezes, me pego nesse erro e tento ajustar meu foco, corrigir a mente. Não é fácil, é um exercício diário. 

Todos nós temos motivos para desviarmos nossa atenção em pensamentos que não deveriam estar ali, nos tatames. Posso até dizer que quando conseguimos separar esses problemas, ao fim do treino, por vezes percebemos que os problemas não são tão complexos assim, ou vislumbramos uma saída. A luta caminha junto com uma maneira de meditar, de apaziguar a mente. Não deixe de treinar por motivos pessoais que te desanimam. Não treinar, acredite, só irá piorar sua maneira de pensar, dificultará sua mente em achar respostas. A endorfina dos treinos é importante na sua vida, creia. 

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://http://gasjj.blogspot.com//. Boa semana, bons treinos e até a próxima!   

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade