Com ou sem quimono? Força ou técnica? Rubens Charles Cobrinha analisa suas preferências; confira

Publicado em 30/07/2019 por: Nilmon
Com ou sem quimono? Força ou técnica? Rubens Charles Cobrinha analisa suas preferências; confira Um dos nomes mais vitoriosos da história do Jiu-Jitsu, Cobrinha falou sobre seus benefícios (Foto reprodução Instagram)

publicidade

Por Diogo Santarém

Multicampeão e um dos grandes nomes da arte suave, Rubens Charles Cobrinha segue na ativa. Em 2017, aos 37 anos de idade, o veterano foi o primeiro atleta a conquistar o Grand Slam da IBJJF (Europeu, Pan, Brasileiro e Mundial) e o ADCC, todos no mesmo ano. O feito inédito aumentou ainda mais seu status no meio do Jiu-Jitsu. Hoje em dia, Cobrinha vem trabalhando ao lado do filho, Kennedy Maciel, e abrindo passagem para o jovem.

Em entrevista à TATAME, Cobrinha, que brilhou em competições com e sem quimono, falou sobre suas preferência e, além do pano, comentou sobre o Jiu-Jitsu força x técnica.

“Acho que são complementares (Gi & No-Gi), ou seja, um auxilia o outro em busca do ajuste perfeito. O quimono te ajuda a entender a posição e a parte técnica, enquanto o No-Gi ajuda no ajuste, já que não te dá margem para errar por não ter pegada. Eu acho que os treinamentos com e sem quimono são um casamento perfeito para que você possa ajustar e melhorar o seu jogo”, disse Charles Cobrinha, que ainda complementou.

“Acho que a força ajuda até certo momento da luta, mas se o atleta não for técnico, hoje em dia é muito difícil ganhar. Força todos têm, o que vai diferenciar os lutadores é a técnica. Na minha opinião, o atleta tem que estar com o corpo bem condicionado fisicamente e mentalmente sempre”, encerrou o casca-grossa, atualmente aos 39 anos.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade