Dana sugere aposentadoria de Rockhold e analisa Jones x Marreta: ‘Venceu fácil’

Publicado em 07/07/2019 por: Nilmon
Dana sugere aposentadoria de Rockhold e analisa Jones x Marreta: ‘Venceu fácil’

publicidade

Logo após a realização do UFC 239, no último sábado (6), em Las Vegas (EUA), Dana White, presidente da organização, foi ao microfone e falou com a imprensa em coletiva na T-Mobile Arena. Entre os principais assuntos estiveram as vitórias dos campeões Jon Jones e Amanda Nunes sobre Thiago Marreta e Holly Holm, respectivamente, o nocaute mais rápido da história do UFC com Jorge Masvidal e o duro revés de Luke Rockhold.

Dana revelou que Rockhold, nocauteado brutalmente por Jan Blachowicz no segundo round – em sua estreia nos meio-pesados -, quebrou a mandíbula com o golpe do polonês e ainda sugeriu que o ex-campeão dos médios, hoje aos 34 anos de idade, se aposente do MMA.

“Eu acho que o Luke (Rockhold) deveria falar sobre pendurar as luvas. Ele quebrou a sua mandíbula hoje à noite e essa é a segunda vez que isso acontece. Ele foi violentamente nocauteado algumas vezes aqui (no octógono), está todo machucado. Ele teve uma boa carreira, foi um ótimo lutador, mas gostaria de vê-lo se aposentar”, disse o presidente.

Sobre a situação de Ben Askren, derrotado por Jorge Masvidal em 5 segundos no nocaute mais rápido da história do Ultimate, o mandatário se resumiu a dizer que ele “está bem”. O “Funky”, até então invicto, sofreu o primeiro revés da sua carreira e, também de forma breve, compartilhou seu sentimento nas redes sociais: “Bem, isso foi uma droga”, postou.

Por fim, Dana White comentou os triunfos de Jon Jones e Amanda Nunes nas lutas principais da edição. Segundo ele, a vitória do campeão meio-pesado “Bones” sobre o brasileiro Thiago Marreta por decisão dividida foi merecida, sobrando até para os jurados.

“Eu acho que Jones venceu fácil. Quando soube que tinham dado decisão dividida, pensei: ‘Que mer*** é essa?’ Não acredito, esse jurados são inacreditáveis”, afirmou, antes de encerrar falando sobre Amanda, que defendeu seu título peso-galo ao nocautear Holm.

“Anderson Silva, St-Pierre, Jon Jones… É onde ela (Amanda) está agora. Ela quer a revanche com a Cyborg e nós concordamos. Eu não culpo Cyborg por não querer essa luta, ela não quer. Amanda tem os dois cinturões, está saudável e quer defendê-los o tempo todo. Ela não está machucada… Essa mulher é incrível, uma das melhores da história”.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 239
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 6 de julho de 2019

Card principal
Jon Jones derrotou Thiago Marreta por decisão dividida dos jurados
Amanda Nunes derrotou Holly Holm por nocaute técnico no 1R
Jorge Masvidal derrotou Ben Askren por nocaute no 1R
Jan Blachowicz derrotou Luke Rockhold por nocaute no 2R
Michael Chiesa derrotou Diego Sanchez por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Arnold Allen derrotou Gilbert Melendez por decisão unânime dos jurados
Marlon Vera finalizou Nohelin Hernandez com um mata-leão no 2R
Claudinha Gadelha derrotou Randa Markos por decisão unânime dos jurados
Song Yadong derrotou Alejandro Perez por nocaute no 1R
Edmen Shahbazyan finalizou Jack Marshman com um mata-leão no 1R
Chance Rencountre derrotou Ismail Naurdiev por decisão unânime dos jurados
Julia Avila derrotou Pannie Kianzad por decisão unânime dos jurados

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade