Estratégia para Holm, relação com Dana e planos para filho: Amanda Nunes fala antes do UFC 239

Publicado em 06/07/2019 por: Nilmon
Estratégia para Holm, relação com Dana e planos para filho: Amanda Nunes fala antes do UFC 239

publicidade

Por Yago Rédua

Após conquistar o cinturão dos penas contra Cris Cyborg, Amanda Nunes volta ao peso galo neste sábado (6) para defender o título. A campeã dupla do Ultimate vai encarar a ex-campeã Holly Holm no co-main event do UFC 239. Em um bate-papo com a imprensa brasileira, a “Leoa” disse que apesar do retrospecto negativo da norte-americana (apenas duas vitórias nas últimas seis lutas), entende que essa era a luta a ser casada agora.

“A Holly lutou com as maiores, independente se ela está vindo de derrota ou não. Ela foi main event de vários shows, lutou com a Cris (Cyborg), fez uma luta duríssima, ganhou da Ronda. Se você for olhar a categoria quando a luta foi fechada, não tinha mais ninguém. Ela tem uma história, foi campeã de Boxe, é ex-campeã do UFC… Só nós duas ganhamos da Ronda, tem uma história envolvida. Faz sentido essa luta acontecer sábado, será um grande show para todo mundo”, destacou a brasileira, que fez uma análise da adversária.

“Holly é perigosa, se movimenta muito bem, tem um Boxe apurado. Ela é inteligente, forte e tá treinando o clinch, o mesmo que ela usou com a Cris. Sei que ela vem trabalhando o chão também, que ela usou contra a Megan. Ela está evoluindo bastante e se tornando uma atleta boa em todas as partes. Estou preparada para caso ela queira jogar de striker, mas espero ela fazendo combinação e saindo, usando o clinch na grade… Estou preparada para todos os momentos e vou aproveitar os erros. Vou estar bem afiada para tudo, seja nocaute ou finalização. Isso vai ser muito perigoso para ela. Quando ela tiver no meu raio de ação, não vou desperdiçar”, projetou a única mulher com dois títulos do Ultimate.

Após Holm, Amanda traçou como meta defender o cinturão peso-pena do UFC. Depois de ser a primeira mulher a conquistar dois cinturões na organização, a baiana quer cravar ainda mais o seu nome na história, sendo a primeira a defender o segundo título: “Eu quero defender o meu cinturão de cima, nunca aconteceu isso na história do UFC, de alguém defender o segundo título. Eu vou ser a primeira a fazer isso”, disse a lutadora.

Relação com Dana e desejo de ter um filho

Assim que se tornou campeã do UFC, Amanda chegou a cobrar mais valorização por parte do Ultimate, em especial na luta contra Ronda Rousey. No entanto, a relação com a companhia, sobretudo com Dana White, presidente da franquia, melhorou. A baiana disse que é normal “brigar com o patrão”, mas que atualmente está “tudo bem” entre eles.

“Até nas melhores famílias acontecem brigas. Isso faz parte. O respeito é tudo. Faz parte uma briga com o patrão, isso é normal. Depois você fica de bem. Só não pode atrapalhar a sua evolução na companhia. Você tem que evoluir junto com a companhia que você trabalha. Tem que parar de reclamar e viver a vida. Se eu ficasse reclamando o tempo inteiro, acho que seria mais difícil. Hoje, eu estou muito feliz e realizada”, comentou.

Amanda e Nina são noivas e pertencem ao plantel do Ultimate (Foto Getty Images)

Há um tempo, Amanda revelou que tinha planos de ter um filho com Nina Ansaroff, sua noiva e atleta do UFC, que vinha em uma sequência positiva. A ideia era tentar ter o neném, caso a peso-palha perdesse e se afastasse da disputa pelo título. No entanto, “Strina”, que vinha embalada, perdeu para Tatiane Suarez no UFC 238, no último mês. A “Leoa” disse que poderia até conversar com a companheira para ter um bebê agora, porém explicou os bastidores do revés e crê que a noiva ainda mereça uma segunda chance.

“Depois daquela luta, se não tivesse acontecido o que aconteceu antes, eu ia falar: ‘vamos tentar ter um filho’. Ela estava com infecção na garganta e tinha tomado antibiótico. Ela mesmo olhou pra mim, na emergência, só o UFC sabia e mais ninguém, e disse que não queria que a luta caísse… Não tirando o mérito da Tatiana, mas ela (Nina) quase ganhou. Se tivesse mais um pouquinho, ela teria vencido. Acredito que ela mereça uma segunda chance. O filho vai ter a oportunidade, mas esse ainda é o momento dela”, concluiu.

CARD COMPLETO:

UFC 239
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 6 de julho de 2019

Card principal
Peso-meio-pesado: Jon Jones x Thiago Marreta
Peso-galo: Amanda Nunes x Holly Holm
Peso-meio-médio: Jorge Masvidal x Ben Askren
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Luke Rockhold
Peso-meio-médio: Diego Sanchez x Michael Chiesa

Card preliminar
Peso-pena: Gilbert Melendez x Arnold Allen
Peso-galo: Marlon Vera x Nohelin Hernandez
Peso-palha: Claudinha Gadelha x Randa Markos
Peso-galo: Alejandro Perez x Song Yadong
Peso-médio: Edmen Shahbazyan x Jack Marshman
Peso-meio-médio: Ismail Naurdiev x Chance Rencountre
Peso-galo: Julia Avila x Pannie Kianzad

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade