Faixa-preta e empresário, Bosco exalta Jiu-Jitsu em Manaus e destaca Jungle Classic 3; saiba mais

Publicado em 01/07/2019 por: Nilmon
Faixa-preta e empresário, Bosco exalta Jiu-Jitsu em Manaus e destaca Jungle Classic 3; saiba mais

publicidade

Com a missão de propagar ainda mais o Jiu-Jitsu em Manaus, no Amazonas, o empresário e produtor de eventos Bosco Junior realizou, no fim de maio, a terceira edição do Jungle Classic. O evento de lutas casadas teve 16 duelos empolgantes entre atletas locais, que foram campeões da primeira e segunda edição do GP. Faixa-preta há 10 anos, ele contou como pretende fazer a arte suave ainda maior em sua cidade natal e destacou o evento.

“Em paralelo ao meu trabalho na FAJJPRO, eu produzo também o Jungle Classic, que é um evento que reúne grandes professores de Manaus. É uma forma de valorizar tudo o que eles fizeram no passado. A terceira edição foi incrível e todos estamos felizes com o resultado. Já estamos planejando a próxima edição para novembro”, revelou Bosco.

Dos 16 combates, cinco foram decididos por finalização, com destaque para João Leão, Abraham Litaiff, Matheus Segadilha, José Augusto “Gato”, William Couto e Paulo Cristian.

“O nível foi altíssimo, todos os duelos foram empolgantes. O Jiu-Jitsu de Manaus sempre vai ser assim. O público, que é parte importante do evento, foi contemplado com lutas sem amarração. As lutas que não tiveram finalização, os vencedores se sobressaíram por uma longa vantagem nos pontos”, comentou Junior, bastante animado com o nível das disputas.

Durante o evento, os professores que marcaram a “época de ouro” em Manaus também foram homenageados. Nomes como Osvaldo Alves, Ulisses Paixão, Faustino Neto, Nonato Machado, Guto Monteiro, Cassio Façanha, Luis Fonseca, Orley Lobato e Humberto Barbosa.

“Além deles, nós também fizemos questão de exaltar pais importantes aqui de Manaus. Eles estão sempre apoiando o esporte, seja com seu filho competidor ou na propagação dos eventos. Adailton Benchimol, Claudionor Pinto, Edson Beves e João Bosco Macedo foram citados”, encerrou Bosco, projetando ainda mais dois ou três torneios em 2019.

Resultados Jungle Classic 3:

1- Luis Rocha (HBJ) derrotou Paulo Peixe (Valois Jiu-Jitsu) por pontos (2 a 0)
2- Cláudio Feitosa (Team Feitosa BJJ/RPBJJ) derrotou Heberson Belchior (Budha Jiu-Jitsu) por pontos (5 a 0)
3- Gláucio Alves (Pina) derrotou Mário Daniel (Valois Jiu-Jitsu) por duas vantagens
4- Horácio Martins (Horácio BJJ/Osvaldo Alves) derrotou Agnaldo Lima (Cássio Façanha) por uma vantagem
5- Jander Pinheiro (Pinheiro Jiu-Jitsu) derrotou Dano Cardoso (Ribeiro JJ) por duas vantagens
6- João Leão (Clube João Leão/Orley Lobato) derrotou Sérgio Porto (Equipe7/Mascarenhas) por finalização (estrangulamento)
7- Fabiano Lima (Orley Lobato) derrotou Roberto Pinheiro (HBJ) por interrupção médica
8- Abraham Litaiff (Equipe 7) derrotou Lissandro Barros (Team Cardoso) por finalização (estrangulamento)
9- Matheus Segadilha (Monteiro) derrotou Zacarias Neto (AJ Jiu-Jitsu) por finalização (estrangulamento)
10- Henrique Ramos (Equipe 7) derrotou Allen Lima (Nova União) por pontos (2 a 0)
11- Abrahim Júnior (Monteiro) derrotou Wagner Ferreira (Nova União) por decisão dos árbitros
12- José Augusto “Gato” (Orley Lobato/AGBJJ) derrotou Adalberto dos Santos (Nova União) por finalização (estrangulamento)
13- William Couto (Monteiro) derrotou José Moraes (Valois Jiu-Jitsu) por finalização (estrangulamento)
14- Adson Pinto (Orley Lobato) derrotou Allan Campêlo (Nova União/Equipe 7) por pontos (2 a 0)
15- Paulo Cristian (Equipe Shok) derrotou Rodolfo SantAnna (Monteiro) por finalização (estrangulamento)
16- Júnior Cardoso (Team Cardoso) derrotou Maurício Titão (HBJ) por pontos (6 a 0)

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade