Valmir Bidu conquista título interino dos leves no Shooto Brasil 93; Ronys finaliza

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 27/07/2019

publicidade

A noite da última sexta-feira (26) marcou mais uma edição do Shooto Brasil. Na ViVi Arena, recém-rebatizada por conta da parceria com o ViViPay, o show de número 93 levantou o público presente. Na luta principal, o baiano ex-UFC Valmir Bidu conquistou o título interino dos leves (até 70,3kg) ao bater Ricardo Maizena por decisão unânime dos jurados. No co-main event, o destaque foi Ronys Tores, outro com passagem pelo UFC. Ele não deu chances a Paulistenio Rocha e conseguiu uma finalização ainda no round inicial. O Shooto 93 premiou ainda Thiago Manchinha e Júnior Luiz, vencedores das outras lutas principais com uma finalização e um nocaute no primeiro round, respectivamente.

O main event do Shooto Brasil 93 colocou frente a frente Valmir Bidu, muito apoiado pelo público presente na arena, e Ricardo Maizena. Com o título interino em jogo após o campeão Fabrício Negão não poder participar do evento, a luta pegou fogo. Oriundo do Boxe, Bidu começou tentando explorar a nobre arte, enquanto Maisena apostava nos chutes. Do meio para o final do round, o baiano conseguiu derrubar e trabalhar bastante no ground and pound. Nos dois rounds seguintes Bidu voltou a apostar na luta em pé e controlou até o final para sair vencedor, faturando o cinturão interino dos leves.

Ex-campeão dos leves do Shooto, o amazonense Ronys Torres voltou ao evento na noite de sexta-feira, e fez bonito. Diante de Paulistenio Rocha, ele tomou as rédeas do combate desde o início e deu uma aula de jogo de chão para vencer com uma bela Kimura aplicada ainda no round inicial. Aos 32 anos, este foi o 39° triunfo da carreira do experiente lutador.

Marido e mulher lutam no mesmo card e são derrotados

O Shooto Brasil 93 também teve uma peculiaridade: marido e mulher lutando na mesma noite. Ricardo e Aline Sattelmayer encararam Pedro Falcão e Danny Fênix, respectivamente. E os dois não tiveram finais felizes. Ricardo foi derrotado por Falcão via nocaute após golpes potentes no ground and pound, enquanto Aline sucumbiu à pressão de Fênix e foi nocauteada no terceiro round, para delírio de Jéssica Bate-Estaca, campeã peso-palha do UFC, que apoiava a companheira de treinos na platéia da ViVi Arena.

O duelo entre Thiago Manchinha, nome carimbado do Shooto, e Marcos Sorriso não durou mais que dois minutos. Depois de um bom início na trocação, Sorriso deixou ser derrubado e acabou finalizado por Manchinha com um belo mata-leão. Outro momento marcante do card foi o nocaute de Júnior Luiz diante de Diego Barcelos. Pupilo de Pedro Rizzo, Júnior encaixou um cruzado fatal que levou Barcelos à lona já apagado. O combate entre Vanilton Antunes e Márcio Henrique também acabou em nocaute após sequência de Vanilton.

As lutas iniciais do Shooto Brasil abriram o card em grande estilo. Os destaques ficaram por conta de Ary Santos e Alberto Pantoja, ambos da equipe Nova União Campos. Enquanto o primeiro protagonizou um dos nocautes mais bonitos da noite diante de Cláudio Rocha, o segundo também levou o oponente Daniel Wagner à lona após uma bela sequência. Outros vencedores foram Adriano Rodrigues, Marcos Vuvuzela e Silas Lima.

RESULTADOS COMPLETOS:

Shooto Brasil 93
ViVi Arena, no Flamengo (RJ)
Sexta-feira, 26 de julho de 2019

Valmir Bidu derrotou Ricardo Maizena por decisão unânime dos jurados
Ronys Torres finalizou Paulistenio Rocha com uma Kimura no 1R
Thiago Manchinha finalizou Marcos Sorriso com uma mata-leão no 1R
Pedro Falcão derrotou Ricardo Sattelmayer por nocaute no 1R
Júnior Luiz derrotou Diego Barcelos por nocaute no 2R
Vanilton Antunes derrotou Márcio Henrique por nocaute técnico no 3R
Danny Fênix derrotou Aline Sattelmayer por nocaute técnico no 3R
Ary Santos derrotou Cláudio Rocha por nocaute técnico no 1R
Adriano Rodrigues derrotou Jorge Filho por decisão unânime dos jurados
Marcos Vuvuzela finalizou Alexandre Aragao com um mata-leão no 1R
Alberto Pantoja derrotou Daniel Wagner por nocaute técnico no 1R
Silas Lima derrotou Victor Buldoguinho por decisão dividida dos jurados

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade