Atleta da Alliance, Talita Alencar é um dos bons nomes da equipe no cenário norte-americano e mundial de Jiu-Jitsu. Aos 28 anos, a faixa-preta ostenta, entre outras conquistas, um Mundial da IBJJF, em 2017, além do bicampeonato no Mundial No-Gi.

Neste sábado (20), a lutadora maranhense terá mais um grande desafio na carreira, quando enfrenta a casca-grossa Amanda Monteiro em uma das principais lutas do F2W 118, que acontece em Minneapolis (EUA). Campeã do Fight Tour Pro, Talita vai medir forças com a atual campeã do F2W e também atleta de sua ex-equipe, a GFTeam.

“Já lutamos algumas vezes, só posso dizer que são lutas bem equilibradas quando enfrento a Amanda, mas a expectativa é a melhor possível, vai ser uma boa luta para os fãs”, disse.

Além dos títulos já citados, a lutadora ainda acumula medalhas de ouro no Word Pro de Abu Dhabi, organizado pela UAEJJF/AJP, Pan da IBJJF e muito mais. Natural da cidade de Carutapera, Talita começou a treinar na adolescência após trocar o triatlo pelos tatames.

Nos Estados Unidos desde 2016, quando se juntou a Alliance de Los Angeles, também conhecida como “Cobrinha Brazilian Jiu-Jitsu & Fitness”, a lutadora tem mostrado sua constante evolução na arte suave, seja com ou sem quimono. Questionada sobre a preferência para o duelo contra Monteiro, Talita revelou estar confortável nos dois estilos.

“Será de quimono a luta. Queria No-Gi, mas a minha oponente quis com quimono. Na verdade, eu não me importo se é com ou sem, luto com qualquer pessoa, mas sem, realmente, não teria tanta pegada e as minhas performances são ótimas assim”, analisou.

Enquanto se prepara para lutar no F2W e em outros eventos pelo cenário norte-americano, a faixa-preta também está aberta a seminários, não só nos EUA, como também no Brasil.