Confira 6 dicas importantes do professor Itallo Villardo para quem vai competir o Mundial Master de Jiu-Jitsu em 2019

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 21/08/2019
Confira 6 dicas importantes do professor Itallo Villardo para quem vai competir o Mundial Master de Jiu-Jitsu em 2019

publicidade

Por Yago Rédua

A partir desta quarta-feira (21) até o próximo sábado (24), em Las Vegas, nos Estados Unidos, acontece o Mundial Master de Jiu-Jitsu. O grandioso evento para a categoria é organizado pela IBJJF e, a cada ano, apresenta um número maior de atletas acima dos 30 anos, que vão em busca de grandes objetivos no importante torneio.

A TATAME conversou com o preparador físico Itallo Vilardo, que terá diversos atletas seus participando do Mundial Master. O faixa-preta, que também é colunista do nosso site, listou seis dicas importantes para quem vai entrar em ação neste ano de 2019. Confira abaixo!

Dica 1: Las Vegas é uma cidade muito quente e seca. Então, muito cuidado com a hidratação. Uma coisa que acontece muito lá é que as vezes o nariz sangra, justamente por ser uma cidade seca. Se preparem, levem soro fisiológico e manteiga de cacau para os lábios.

Dica 2: muito cuidado com o aquecimento, justamente por lá ter um ar muito seco. Evitem aquecer demais ou passar do ponto, porque pode ressecar as vias respiratórias por causa do tempo seco. Lá você soa muito, por ser quente. Tem que ser um aquecimento bem objetivo e direto, para não se desgastar muito.

Dica 3: evitem dispersão. O Mundial Master é muito grande, são mais de 30 áreas de lutas, são milhares de pessoas, acontecem outros campeonatos ao mesmo tempo. Cuidado com essa dispersão para não perderem tempo. O intervalo entre uma luta e outra é curto. Acabou a sua luta, já volta para a área de luta, se reidrata e fica esperando ser chamado novamente para o próximo combate.

Dica 4: cuidado com a alimentação. Você está em uma cidade diferente, com uma comida diferente. Gordura, pimenta… Isso tudo pode interferir, ainda mais na parte do estômago, pode alterar até o sono. Tivemos o caso do João Gabriel Rocha, no Mundial adulto deste ano, que comeu comida japonesa na véspera do absoluto, passou mal e não pode lutar a competição.

Dica 5: cheguem cedo, o evento é muito grande, o local é gigante, então, evitem chegar correndo em cima da hora. Se aclimatizem no ginásio, sintam o ambiente, façam tudo com calma. Aproveitem o campeonato para lutarem muito mais relaxado e sem a pressão exterior.

Dica 6: o que acontece em Vegas, fica em Vegas. Boa sorte para todos!

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade