Dana admite que já tinha ‘noção’ da nova polêmica com Conor: ‘A lista só cresce’

Publicado em 16/08/2019 por: Nilmon
Dana admite que já tinha ‘noção’ da nova polêmica com Conor: ‘A lista só cresce’

publicidade

A polêmica mais recente envolvendo Conor McGregor aconteceu em abril deste ano, quando, em um bar situado em Dublin, na Irlanda, o lutador e astro do UFC agrediu um idoso com um soco após o mesmo se negar a tomar o whisky da sua marca, “Proper 12”. No entanto, o caso “estourou” apenas na última quinta-feira (15), quando o site “TMZ Sports” divulgou o vídeo com o momento em que Conor agride o indivíduo de surpresa e, rapidamente, é retirado do local por pessoas que estão próximas ao ocorrido.

Presidente do UFC, Dana White foi questionado sobre mais um caso polêmico envolvendo a principal estrela de sua franquia. Em entrevista ao programa de TV “The Jim Rome Show”, o mandatário admitiu que já sabia da confusão envolvendo o irlandês, mas reforçou que não tinha conhecimento do vídeo e nem que o agredido se tratava de um idoso.

“Aquilo aconteceu em abril. Eu sabia que tinha acontecido, (mas) eles acabaram de pegar o vídeo. É bem ruim. Não é suposição, é bem claro (que é o Conor McGregor no vídeo). Aparentemente ele estava em um pub na Irlanda e foi uma discussão por causa de um whisky. Conor tem uma marca de whisky agora e foi uma discussão por causa disso, e o Conor vai lá e o acerta com um gancho de esquerda. Não sei o contexto. Não sei a história inteira, mas ele soca um cara, um homem mais velho, no rosto. Eu sabia que ele tinha tido uma altercação num bar, mas não sabia com quem ou nada disso, não sabia nada, só sabia que aconteceu”, detalhou Dana, de acordo com transcrição do site MMA Fighting.

Sem lutar desde outubro do ano passado, quando foi duramente derrotado por Khabib Nurmagomedov, McGregor tem sido visto no noticiário constantemente por conta de suas polêmicas. Em abril de 2018, o ex-campeão peso-pena e leve do Ultimate causou uma grande confusão ao atacar um ônibus que levava outros lutadores do UFC 223 no Brooklyn, em Nova York (EUA). Este ano, mais precisamente em março, Conor roubou e destruiu o aparelho celular de um fã, que o havia abordado para tirar uma foto. Dana relembrou os casos e advertiu que a lista de problemas envolvendo o lutador só vem aumentando.

“Você chega a um ponto em que vê um cara como Conor e olha para o incidente de ônibus em Nova York e a câmera, o telefone, o cara que tirou a foto dele em Miami… Qual é o número? Quanto vai custar a Conor McGregor antes de ele decidir ‘ok, não vale a pena, já deu, preciso parar de fazer isso’. O incidente em Nova York lhe custou milhões. Milhões que ele teve que pagar. Ele teve de pagar o cara do telefone. O que ele vai pagar para o cara que acertou no bar? A lista só cresce. Não sei quando ele vai acordar e dizer: ‘preciso parar com isso’, mas ele precisa”, concluiu o presidente do UFC, que não sinalizou com uma possível punição da organização pela polêmica mais recente do lutador irlandês.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade