Sucesso nas ‘Olimpíadas’ dos policiais e bombeiros, Jiu-Jitsu vai seguir no evento

Publicado em 14/08/2019 por: Nilmon
Sucesso nas ‘Olimpíadas’ dos policiais e bombeiros, Jiu-Jitsu vai seguir no evento

publicidade

Chegou ao fim, na última terça-feira (13), o “World Police and Fire Games” (WPFG), evento conhecido como os “Jogos Olímpicos” dos policiais e bombeiros, que acontece de dois em dois anos, sempre mudando o país e o continente. A edição deste ano foi em Chengdu, na China, realizada durante três dias de disputas, tendo início no domingo, dia 11.

Essa foi a primeira vez que o Jiu-Jitsu (Gi e No-Gi) participou do evento, tendo como base as regras da SJJIF (Sport Jiu-Jitsu International Federation). O presidente da Federação, João Silva, esteve no WPFG ao lado do presidente da Asian Sport Jiu-Jitsu Federation (ASJJJ), Edison Kagohara, acompanhando de perto todo cronograma da arte suave.

Em comunicado no seu Facebook, a SJJIF comemorou a organização do grandioso evento, revelou que a arte suave teve o maior número de atletas das modalidades de combate e ainda confirmou que Jiu-Jitsu está garantido nas edições de 2021 e 2023 dos Jogos.

“A SJJIF gostaria de agradecer a todos os lutadores, voluntários e funcionários que participaram dos Jogos Mundiais de Polícia e Bombeiros de Chengdu 2019, fazendo desta introdução do Jiu-Jitsu Gi e No-Gi um enorme sucesso. Com 296 competidores dos mais de 8 mil participantes da WPFG, o Jiu-Jitsu teve o maior número de inscritos entre os esportes de combate dos Jogos e, devido a esse sucesso, a WPFG confirmou agora que o Jiu-Jitsu estará em 2021 (Rotterdam) e em 2023 (Winnipeg)”, destacou a publicação na rede.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade