Abu Dhabi Grand Slam de Los Angeles coroa atletas consagrados e novos talentos da arte suave; confira

Publicado em 16/09/2019 por: Mateus Machado
Abu Dhabi Grand Slam de Los Angeles coroa atletas consagrados e novos talentos da arte suave; confira Ricardo Evangelista foi o campeão na categoria até 120kg (Foto: Ane Nunes/AJP)

publicidade

Após duelos intensos na disputa do Abu Dhabi King of Mats, no último sábado (14), mais uma vez, as disputas entre os atletas na faixa-preta foram o destaque do último dia de evento no Abu Dhabi Grand Slam Los Angeles no último domingo (15). Com grandes combates e um Jiu-Jitsu de alto nível, o torneio, organizado pela AJP, teve retornos ilustres, além de novatos talentosos que escreveram seu nome na história do ADGS.

* Gustavo Batista fatura o título do King of Mats e enfrenta Gabriel Arges em novembro, no Rio

Veja como foram as finais no masculino e feminino

Adulto Masculino faixa-preta

Até 56kg (campeão: Kalel Santos)

Em dois combates, Kalel Santos venceu Estevan Martinez em ambas oportunidades para garantir o título na categoria. Primeiro, ele construiu um triunfo por 3 a 1 nas vantagens. Na segunda luta, a vantagem de Kalel foi ainda menor, já que a vantagem por 2 a 1 foi suficiente para garantir o título.

Até 62kg (campeão: Gabriel Sousa)

O campeão está de volta. Primeiro, Gabriel Sousa teve a chance de “vingar” a derrota para Jonas Andrade após o revés na final do ADGS Tokyo. O resultado positivo por 2 a 0 nas vantagens levou Gabriel à final. Do outro lado da chave, Cleber Fernandes lutou duas vezes para chegar à disputa da medalha de ouro. Primeiro, o atleta finalizou João Figueiredo e depois venceu Hiago George por 2 a 0. Na final, Gabriel travou uma verdadeira batalha contra Cleber, que terminou com um empate e uma decisão dividida dos árbitros em favor de Gabriel, que agora tem duas medalhas de ouro em três eventos do Abu Dhabi Grand Slam na temporada.

Até 69kg (campeão: Diego Pato)

Em uma categoria repleta de atletas inscritos, os dois finalistas tiveram que trabalhar duro para ter a chance de competir pela medalha de ouro. Israel Almeida venceu Jonathan Van Buren por 15 a 0 e encontrou Lee Ting, vencendo mais uma vez, agora por 6 a 2. Na semifinal, Israel venceu Thiago Macedo por 3 a 0 nas vantagens. Do outro lado da chave, o campeão do ADGS Moscou, Diego “Pato” Batista, venceu Alberto Serrano por 4 a 2 e depois repetiu o placar contra Rafael Mansur nas semifinais. Na luta pela medalha de ouro, uma raspagem tardia de Pato concedeu a ele os dois pontos que marcaram o placar em 4 a 2 para o atleta da Cicero Costha, que agora é campeão bicampeão na faixa-preta na temporada 2019/2020 do ADGS.

Até 77kg (campeão: Jaime Canuto)

Com diversas feras na disputa pelo título, os finalistas da divisão não tiveram atalhos na briga pelo título. Defendendo sua hegemonia após vitórias em Moscou e Tóquio, Diego Ramalho venceu Nathan Cheung por 2 a 0 e depois Caio Caetano por 2 a 0 nas vantagens nas semifinais. Jaime Canuto também lutou duas vezes no caminho para a medalha de ouro. Ele venceu Victor Silvério por 2 a 0 nas vantagens e depois travou um duelo extremamente disputado contra o novo talento Johnata Alves, vencendo por 2 a 0 em vantagens. A final foi decisiva e Canuto conseguiu um lance decisivo na reta final do duelo para colocar o placar em 2 a 1 nas vantagens e garantir o título.

Até 85kg (campeão: Manuel Ribamar)

Manuel Ribamar estreou com um bom triunfo por 3 a 0 nas vantagens para superar o talentoso Ronaldo Junior. Na sequência, ele enfrentou Jose Luna na semifinal e conseguiu uma vantagem de 2 a 0 nos pontos para garantir sua vaga na grande final. Marcos Tinoco lutou uma vez para chegar à final, vencendo Mauricio Neto por 1 a 0 nas penalidades. Na final, Filho lutou até o final para garantir o título. Uma passagem foi o movimento que lhe concedeu uma segunda vantagem e o placar de 3 a 1, que fez de Ribamar o campeão.

Até 94kg (campeão: Fernando Reis)

Novos talentos assumiram a divisão. Fernando Reis lutou duas vezes para chegar à final, primeiro finalizando Renato Tagliari e depois derrotando Hygor Brito por decisão dos árbitros após um duelo bem acirrado. Do outro lado da chave, Fellipe Trovo também teve missão árdua, com uma vitória por 3 a 2 nas vantagens sobre Anton Minenko e uma finalização no triângulo sobre Wellington Modena. Na final, Reis e Trovo travaram um combate bem disputado, com a luta terminando no empate em 4 a 4 no placar. Após o apito final, todos os três juízes apontaram Reis como o campeão.

Até 120kg (campeão: Ricardo Evangelista)

Em outra divisão repleta de estrelas, Ricardo Evangelista e Gerard Labinski chegaram à final em lutas muito difíceis. Labinski venceu Gustavo Dias por finalização, enquanto Evangelista conseguiu aplicar um 8 a 4 sobre Victor Hugo Martins. Na final, Ricardo lutou de acordo com uma estratégia bem definida e construiu uma vantagem de 4 a 2 sobre Labinski para faturar a medalha de ouro.

Adulto Feminino faixas marrom/preta

Até 49kg (campeã: Brenda Larissa)

Mayssa Bastos foi a grande favorita para manter seu domínio sobre a divisão, mas em seu caminho encontrou Brenda Larissa. Mayssa lutou uma vez para chegar à final e, como de costume, pegou sua oponente com um estrangulamento pelas costas. Kimberly Anderson foi a vítima desta vez. Do outro lado do grupo, Larissa venceu Ni Ni Hoang por 9 a 2 e chegou à decisão. Na final, Brenda marcou uma vantagem ainda no início da luta e depois manteve a calma para segurar Mayssa até o tempo acabar. A divisão tem um nova campeã.

Até 55kg (campeã: Anna Rodrigues)

Em uma escalada emocionante, Anna Rodrigues lutou duas vezes para chegar à final. Ela venceu a campeã do ADGS Tokyo, Hope Douglass, por 2 a 0 e se encontrou com Amanda Nogueira na semifinal. Ela garantiu sua vaga na final na decisão dos árbitros. Amal Amjahid finalizou Elina Moestan com um estrangulamento arco e flecha para chegar à final. Na luta pela medalha de ouro, Amal e Anna foram muito cuidadosas durante todo o confronto. Depois de um 0 a 0 no tempo normal, Anna garantiu o título por decisão dos jurados.

Até 62kg (campeã: Luiza Monteiro)

A multicampeã Luiza Monteiro entrou em ação e não teve maiores dificuldades para garantir sua vaga na final. Ela venceu Janaina Menezes por 2 a 0 e, em seguida, conseguiu o triunfo sobre Nicole Sullivan. Do outro lado da tabela, a italiana Margot Ciccarelli venceu Natalie Van Hamersveld por 4 a 2 nos pontos e depois pegou Kayla Patterson com um triângulo nas semifinais. Na final, Luiza foi direto ao trabalho e rapidamente construiu uma vantagem de 7 a 2, que foi suficiente para que a faixa-preta se sagrasse campeã.

Até 70kg (campeã: Thamara Silva)

Vencedora de quatro dos cinco eventos ADGS na temporada 2018/2019, Thamara Silva está de volta. Ela chegou à final com uma vitória por 7a 2 sobre Woods Heather e, em seguida, um justo armlock sobre Sarah Draht nas semifinais. Do outro lado, Gabrielle McComb superou a campeã do ADGS Tokyo, Martina Gramenius, com um estrangulamento nas costas e depois pegou Emilly Silva com um triângulo nas semifinais. Na luta pela medalha de ouro, Thamara não perdeu tempo e encontrou um armlock para finalizar McComb e recuperar seu lugar no topo do pódio.

Até 95kg (campeã: Gabrieli Pessanha)

Gabrieli Pessanha foi tocada pela sorte, pois as duas adversárias do seu lado da chave perderam a competição, permitindo que ela chegasse à final sem entrar no tatame. Por outro lado, a americana Kendall Reusing teve que seguir um longo caminho até a final. Ela venceu Rafaela Ribeiro por 2 a 0 e depois se encontrou com a norte-americana Kim Bowser, vencendo por 2 a 0 nos pontos. Na final, Gabi e Kendall se enfrentaram respeitando muito os jogos uma da outra. Depois de um empate em 0 a 0, os árbitros decidiram a favor de Gabi, que permanece no topo da divisão com outra medalha de ouro.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade