Coluna da Arte Suave: é essencial que o professor treine com seus alunos; leia o artigo e opine

Publicado em 26/09/2019 por: Mateus Machado
Coluna da Arte Suave: é essencial que o professor treine com seus alunos; leia o artigo e opine Luiz Dias fala sobre os treinos de professores com alunos (Foto: Ilan Pellenberg)

publicidade

* Recebi alguns e-mails, todos concordando comigo, por treinar com os meus alunos. E poucos e-mails, mas infelizmente tiveram, de lutadores que lamentavam nunca terem treinado com os seus professores. Eu fiquei surpreso, porque, particularmente, acho muito bom treinar com os meus alunos. Perceber o seu progresso, ver a evolução de cada um, cada aluno com seu ritmo, sua velocidade e também durante a luta, perceber e orientar cada um de maneira mais personalizada. 

Creio que treinar com os alunos é sempre um momento particular entre professor e aluno. Todos os alunos gostam de poder treinar com o seu professor. Claro que às vezes, por motivos de saúde, ou até mesmo de idade, existem professores que não podem mais treinar. Mas existem professores que evitam lutar com seus alunos por não quererem sofrer uma finalização. Entendem que não seria bom para a sua própria imagem. 

Eu não vejo assim. Eu vejo justamente o contrário. Para mim, poder treinar com os meus alunos é uma lembrança boa, que ficará para sempre com cada um e comigo. Saber que treinei com todos que passaram pelo meu dojô. Essa questão do professor em ser finalizado pelo seu aluno pode acontecer, eu já fui finalizado. É claro que ser finalizado ninguém deseja, mas vejo como um momento esperado por muitos fatores, idade, peso, momentos particulares e até a questão do aeróbico também. E para mim, se eu ensino Jiu-Jitsu para os meus alunos, à medida que vão treinando e se graduando, é natural que os treinos fiquem mais duros.  

Ao meu ver, treinar com os meus alunos só me faz bem. Continuo a treinar, mantendo meu condicionamento físico e participando mais ativamente no desenvolvimento de cada um. Não me sentiria bem em não treinar com os meus alunos e ir treinar em outras academias. Quando estou lesionado, evito treinos mais pesados. Mas sempre estou buscando treinar. Sinto como meus alunos curtem, treinam e, ao final, sempre é uma alegria para mim e para quem treinou comigo. 

O mais importante, para mim, é estar treinando, experimentando posições, ajustando e vivenciando novas técnicas para poder ensinar com mais posições. A minha opinião para os professores é que treinem com os seus alunos, e se forem finalizados, vejam como um bom sinal. Vejam como uma certificação de que suas lições de Jiu-Jitsu estão dando bons resultados, seus alunos estão evoluindo. 

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Oss!

* Por Luiz Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade