Destaque na temporada de 2019, Matheus Gabriel comenta preparação para o ADCC 2019: ‘Treinado para todas as etapas’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 21/09/2019
Destaque na temporada de 2019, Matheus Gabriel comenta preparação para o ADCC 2019: ‘Treinado para todas as etapas’ Matheus Gabriel quer manter a boa fase na atual temporada no ADCC (Foto: Izidor)

publicidade

*Com apenas 22 anos, o manauara Matheus Gabriel foi destaque absoluto em 2019 como faixa-preta. Pelas disputas na elite do Jiu-Jitsu, o atleta da Checkmat conquistou a medalha de ouro no Pan e Mundial da IBJJF – conquistas que lhe renderam um convite para o ADCC, maior torneio de grappling do mundo. O evento está agendando para o fim deste mês, nos dias dias 28 e 29, em Anaheim, na Califórnia.

Matheus está escalado na divisão até 66kg, ao lado de Kennedy Maciel, Augusto Tanquinho, Pablo Mantovani, Jamil Hill, Paulo Miyao e outras feras. Para encarar um novo desafio na carreira, o craque intensificou os treinos na Checkmat com Lucas Leite, Marcus Buchecha e os demais integrantes da equipe.

“Treino com os melhores e por isso obtenho grandes resultados. Estava de férias quando o convite chegou, não planejava mais competir esse ano, pois já havia conquistado meus objetivos para 2019. Talvez, lutasse só o Mundial Sem Kimono. Minha ideia era viajar o mundo dando seminários, descansar meu corpo, conhecer novas culturas e fazer uma grana para meu futuro. Mas quando o convite pintou não teve como negar, afinal o ADCC é um dos títulos que eu quero buscar”, destaca Matheus, em bate-papo exclusivo com à TATAME, antes de analisa a categoria até 66kg, uma das mais complicadas do torneio.

“Muito difícil. Esse é meu primeiro ano de faixa-preta, um ano de aprendizado onde já conquistei muito. Acho que esse é o segredo do Matheus Gabriel: eu amo o JiuJitsu e é claro que amo vencer mas, para mim, o mais gostoso é ter a oportunidade de lutar com atletas que eu sempre admirei. Para mim não existe derrota, pois é sempre uma honra estar ali”, analisou.

Dono de um estilo finalizador e agressivo no Jiu-Jitsu, Matheus destaca que sua forma de luta ajuda até certo ponto, por conta das regras do ADCC serem completamente diferentes.

“O fato do meu estilo ser para frente ajuda até um certo ponto. As regras do ADCC variam de acordo com o tempo de luta e a estratégia dos atletas também. É importante estar treinado para todas as etapas”, ressalta Matheus, praticante de Jiu-Jitsu desde 8 anos de idade.

*Por Vitor Freitas

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade