Diego Ferreira cita ‘evolução’ durante período suspenso e mira quinta vitória seguida no UFC 242: ‘Bastante motivado’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 06/09/2019
Diego Ferreira cita ‘evolução’ durante período suspenso e mira quinta vitória seguida no UFC 242: ‘Bastante motivado’ Diego Ferreira voltou com boa vitória em fevereiro e quer somar mais um triunfo (Foto reprodução Instagram)

publicidade

* De volta ao octógono após um longo período afastado por suspensão, Carlos Diego Ferreira retornou com propriedade, derrotando Rustam Khabilov por decisão unânime em sua última luta, em fevereiro. Agora, o peso-leve brasileiro tentará somar seu quinto triunfo seguido diante de outro russo casca-grossa, Mairbek Taisumov, neste sábado, pelo UFC 242, em Abu Dhabi (EAU).

Para conseguir embalar de vez em busca de um lugar no Top 15 do ranking peso-leve, Diego Ferreira, de 34 anos, aposta na evolução que teve durante o tempo inativo. Mesmo sem lutar, o brasileiro usou o período de quase dois anos para se manter treinado e evoluir seu jogo, principalmente nas áreas de Boxe e Wrestling.

“Eu considero que o tempo que passei suspenso pelo UFC foi muito importante para minha evolução. Foi um momento difícil da minha vida, mas também foi um momento que eu tirei para melhorar meu jogo, principalmente o Boxe e o Wrestling, que eram áreas que eu não tinha em foco quando entrei no UFC. Eu era só um lutador de Jiu-Jitsu que colocava para baixo e partia para a finalização. Nesses dois anos eu procurei evoluir bastante nessas áreas e vem dando certo”, disse o faixa-preta em entrevista à TATAME.

O próximo teste será contra Mairbek Taisumov, dono de seis vitórias consecutivas e que nas suas últimas dez lutas perdeu apenas uma vez. O russo, assim como o brasileiro, também busca seu espaço no Top 15 dos leves, por isso pode ser um importante degrau para o manauara Diego Ferreira, que sabe disso.

“Acho que preciso vencer sábado e depois mais uma luta, e aí olhar para o ranking. É uma categoria muito concorrida, com muito lutador bom. Precisamos lutar bastante e conseguir uma sequência bem positiva. Estou vindo de quatro triunfos, então considero que preciso de pelo menos mais um ou dois para ter um lugar no Top 15 da divisão”, analisou Diego, que em sua trajetória no MMA tem 15 triunfos e duas derrotas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Face of today let’s do this #ufc242 #rgvfighter #petropolismanaus

Uma publicação compartilhada por Diego Ferreira (@diegoufctx) em

Confira outros trechos da entrevista com Carlos Diego Ferreira:

 – Projeção do combate contra o Taisumov

Estou encarando essa luta contra o Taisumov como todas as outras lutas desde que eu cheguei no UFC. Eu sempre mirei o Top 5, Top 10 da minha categoria, então fiz uma preparação voltada para o estilo do Boxe. Estou me sentindo bem, bastante motivado. Lutar em Abu Dhabi é especial, uma cultura diferente, um país rico e eu estou muito motivado para mostrar o meu trabalho. Fiz quatro meses de uma intensa preparação.

– Análise do seu adversário e estratégia

Eu vejo que ele tenta controlar bastante a luta por cima, então eu acho que preciso ser bastante agressivo, tentar colocar uma pressão, principalmente na parte do Boxe e do Wrestling, colocar ele na grade, levar pra baixo, tentar ‘amassar’ ele para cansá-lo, porque eu vejo que ele cansa no final do terceiro round. Essa é uma das estratégias e vamos ver como será na hora da luta, estou pronto para o que for acontecer.

– Derrota para Poirier e busca por revanche

Seria bom num futuro próximo poder lutar com o Dustin Poirier novamente. Quando eu lutei com ele, eu não tava maduro como estou agora, então seria bom lutar contra o Dustin mais uma vez. Em relação à luta dele contra o Khabib Nurmagomedov, eu acho que o Poirier tem uma grande chance de ganhar, considero que ele só deve ficar bem atento com o ótimo Wrestling do russo. Vai ser uma grande luta, com certeza.

CARD COMPLETO:

UFC 242
Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos

Sábado, 7 de setembro de 2019

Card principal
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Dustin Poirier
Peso-leve: Edson Barboza x Paul Felder
Peso-leve: Islam Makhachev x Davi Ramos
Peso-pesado: Curtis Blaydes x Shamil Abdurakhimov
Peso-leve: Mairbek Taisumov x Carlos Diego Ferreira

Card preliminar
Peso-mosca: Joanne Calderwood x Andrea Lee
Peso-pena: Zubaira Tukhugov x Lerone Murphy
Peso-galo: Liana Jojua x Sarah Moras
Peso-leve: Ottman Azaitar x Teemu Packalen
Peso-meio-médio: Belal Muhammad x Takashi Sato
Peso-meio-médio: Nordine Taleb x Muslim Salikhov
Peso-médio: Omari Akhmedov x Zak Cummings
Peso-leve: Don Madge x Fares Ziam

* Por Mateus Machado

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade