Em ação importante, atletas assinam contrato exclusivo de lutas com o SFT e presidente comemora novidade

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 05/09/2019
Em ação importante, atletas assinam contrato exclusivo de lutas com o SFT e presidente comemora novidade SFT anunciou nova medida que visa privilegiar os atletas da organização (Foto SFT)

publicidade

Após realizar um evento de alto nível no último sábado (31), no Atrio da Arena Corinthians, em São Paulo, o SFT segue promovendo ações para se tornar ainda mais grandioso no cenário do MMA nacional. Considerada uma das principais referências brasileiras no esporte, a organização anunciou uma importante iniciativa visando o futuro dos atletas que representam a companhia.

Recentemente, a franquia assinou um contrato exclusivo de quatro lutas com alguns lutadores que já atuam pelo SFT. O vínculo terá duração de um ano e atletas como Renê Soldado, André Chatuba, Everton Chatuba, Marcos Marajó, Leonardo Buakaw, João Samurai, Estabili Amato, Manoel Sousa e Uyran Presuntinho já assinaram.

“Quando entrei no SFT, eu vim com uma estratégia para mudar muitas coisas no MMA nacional. Uma das coisas mais erradas que eu via é que em lutas amadoras o ginásio estava lotado e em uma disputa de cinturão o ginásio ficava vazio, porque o pessoal só queria assistir quem era da própria equipe. Outras mudanças que procurei fazer foi tornar o nosso evento um evento voltado para a família e também trabalhar as nossas redes sociais e as mídias dos atletas. Isso fez com que nossos eventos tivessem mais alcance e que os lutadores ganhassem mais fãs, principalmente com algumas ações que organizamos ao longo do tempo. Todo esse trabalho está fazendo com que o atleta que luta no SFT fique bem conhecido, pois nossos eventos são transmitidos pela TV aberta (Band) e nós valorizamos os atletas antes, durante e após as nossas edições”, disse David Hudson, presidente do SFT, que completou:

“Uma coisa bem interessante que também estamos organizando é um contrato de quatro lutas exclusivas de alguns atletas com o SFT e com duração de um ano. Perdendo ou ganhando, se ele fizer uma boa luta, oferecer um bom combate, ele vai voltar para cumprir esse contrato. A gente está garantindo que ele vai ter quatro lutas, ganhando ou perdendo. Também estamos garantindo que ele vai ser pago por esse contrato, independentemente do resultado, e isso vai tirar a pressão do lutador. Com esses contratos feitos, nós vamos começar a trabalhar a imagem e a construção do nosso atleta. Eu não vim para o Brasil para ganhar dinheiro em um ano. Eu trabalho a longo prazo, penso no futuro, não trabalho a curto prazo. O que prova que estamos fazendo um grande trabalho é que fizemos um evento grandioso na Arena Corinthians, com grandes lutas, uma grande organização e muita satisfação da parte de todos. Muitos lutadores já assinaram esse contrato e a ideia é ter quase 40 atletas com esse tipo de acordo em vigência nos próximos meses”.

Tags
David Hudson, MMA, SFT,
Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade