Festival Olga Kos de Artes Marciais reúne mais de 200 atletas com deficiência intelectual; saiba mais

Publicado em 20/09/2019 por: Mateus Machado
Festival Olga Kos de Artes Marciais reúne mais de 200 atletas com deficiência intelectual; saiba mais Festival Olga de Artes Marciais acontece neste final de semana, em São Paulo (Foto: Divulgação)

publicidade

Nos dias 21 e 22 de setembro (sábado e domingo), o ginásio Mané Garrincha, localizado na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), na Zona Sul do São Paulo, recebe o 2º Festival Olga Kos de Artes Marciais, promovido pelo Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural. Cerca de 240 pessoas, de 6 a 50 anos, participantes de 12 oficinas de Caratê e Taekwondo, oferecidas gratuitamente pelo instituto, devem comparecer ao evento. “Quase 90% dos atletas têm algum tipo de deficiência intelectual”, diz Caetano Altenfelder, coordenador de departamento de esportes do IOK. “O restante é socialmente vulnerável.”

O primeiro dia, 21, sábado, que celebra o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, vai ser dedicado ao Taekwondo. A programação começa às 10h e vai até às 13h. Além de apresentações de beneficiários e professores, haverá uma demonstração de Taekwondo Dance feita pelo MCM Taekwondo Team, da professora Priscila Marangoni. A modalidade alia os movimentos tradicionais do Taekwondo com os de Street Dance e dança contemporânea, além de saltos e rolamentos.

No dia seguinte, domingo, será a vez do Caratê ganhar destaque. A programação segue o mesmo modelo do dia anterior e vai contar com uma apresentação de taikô, a percussão japonesa feita com tambores. “A ideia do festival é promover a inclusão e mostrar que é possível criar um evento desse tipo com pessoas com deficiência”, afirma Altenfelder.

As oficinas de Caratê e Taekwondo do Instituto Olga Kos trabalham, além de aspectos físicos e motores, a consciência corporal, a interação social e a participação da família no processo de inclusão social. Contando com uma equipe multidisciplinar que envolve, entre outros profissionais, fisioterapeutas, psicólogos e educadores físicos, a prática das artes marciais também beneficia os indivíduos em aspectos comportamentais como respeito e disciplina.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade