GFTeam mantém hegemonia no Brasileiro de Jiu-Jitsu por Equipes e fatura tricampeonato seguido; confira como foi

Publicado em 08/09/2019 por: Yago Redua
GFTeam mantém hegemonia no Brasileiro de Jiu-Jitsu por Equipes e fatura tricampeonato seguido; confira como foi GFTeam ficou no topo do pódio, com a Nova União em segundo e a Atos na terceira posição (Foto Camila Nobre / CBJJ)

publicidade

* A Arena da Juventude, no Parque Olímpico de Deodoro, Zona Oeste do Rio, recebeu o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu por Equipes – da CBJJ – neste ano de 2019. A GFTeam manteve sua hegemonia e garantiu o título no geral com 83 pontos. O time carioca venceu sete dos últimos 11 torneios. Já o segundo lugar ficou com a Nova União (70 pontos), seguida pela Atos (27 pontos), que foi representada em boa parte por atletas da Almeida Jiu-Jitsu, liderada pelos irmão Caio e Diogo Almeida.

Disputas nas faixas-marrom/preta

Embora tenha sido campeã no geral, na categoria mais nobre do torneio a GFTeam amargou dois vices, nos leves e pesados. Na primeira disputa, a Nova União, que precisou vencer CRTM e Soul Figthers para chegar à final, “varreu” a decisão por 3 a 0. Diego Sodré, Isaque Paiva e Antônio garantiram o primeiro lugar.

Já a divisão dos pesados presenciou uma batalha memorável. Após sair perdendo por 2 a 0, a Atos iniciou uma sequência de três vitórias com Leonardo Lara, Caio Almeida e, por fim, Cláudio Calasans para sacramentar o título diante da GFTeam. O multicampeão venceu Marcos Júnior por decisão dos árbitros.

Domínio da GFTeam no geral

Sem a presença do Mestre Júlio Cesar Pereira, a GFTeam foi representada por outros grandes professores, como Alexandre Baraúna. O time fez uma dobradinha no master 1 leve e pesado nas faixas-marrom/preta. O primeiro título (leve) veio com vitória sobre a Soul Fighters, enquanto na segunda conquista (pesado), a equipe venceu o clássico contra a Nova União. O time dos pesados contou com as presenças de Ricardo Evangelista, Raphael Bebezão, Alberto Ramos, Arthur Cesar “Gogó”, entre outras feras.

A equipe da Zona Norte do Rio, porém, não parou por aí. Das quatro categorias femininas que tiveram disputas, a GFTeam levou três. Na faixa-azul leve o título foi sobre a Soul Figters, em final marcada por muita tensão, enquanto nos pesados o triunfo foi sobre a Team Pedrador Brasil. Já na faixa-roxa leve, as meninas venceram a Nova União. Além disso, ainda levaram a faixa-roxa pesado e a faixa-azul leve no juvenil.


“Esse campeonato foi diferente, né, porque a nossa arquirrival, a Nova União, dessa vez veio em peso. E é muito gostoso ganhar da Nova União. Existe um clássico no Rio de Janeiro, o pessoal pensa que é Vasco e Flamengo, não é não. O verdadeiro clássico do Rio de Janeiro é GFTeam versus Nova União. Então, ganhar deles é muito satisfatório para a gente”, disse o professor Baraúna em entrevista à TATAME na arena.

Força da Nova União e vibração da Atos

A Nova União mostrou toda a força da sua nova geração que está vindo por aí. A equipe levou para casa sete categorias e ficou com o vice-campeonato no geral. Já no terceiro lugar, a Atos teve uma grande quantidade de atletas da Almeida Jiu-Jitsu sob a sua bandeira e venceu duas divisões. No mais, com diversas músicas e muita diversão, a equipe contagiou a arena e proporcionou uma animada festa na arquibancada.

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade