Gustavo Batista fatura o título do Abu Dhabi King of Mats; veja como foi a caminhada pelo ouro

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 15/09/2019
Gustavo Batista fatura o título do Abu Dhabi King of Mats; veja como foi a caminhada pelo ouro Gustavo Batista foi o campeão do Abu Dhabi King of Mats na divisão dos médios (Foto: Ane Nunes/AJP)

publicidade

A divisão dos médios do Abu Dhabi King of Mats tem mais um candidato ao cinturão. O casca-grossa Gustavo Batista lutou em uma chave extremamente disputada no último sábado (14), no Abu Dhabi Grand Slam Los Angeles, organizado pela AJP, por uma chance de disputar o cinturão da categoria. Em cinco duelos, Gustavo conseguiu duas finalizações, impondo seu jogo de pressão máxima a todos os seus adversários. Sob a orientação do líder da Atos Jiu-Jitsu, André Galvão, Batista teve uma atuação impressionante.

“Eu estava muito bem preparado e pude fazer meu jogo funcionar. A final com Isaque Bahiense foi um duelo muito difícil, mas graças a Deus consegui vencer. Agora vou esperar para ver quem vou enfrentar pelo cinturão. Eu quero esse cinturão”, celebrou o faixa-preta.

Veja como foram as disputas até a grande final:

Fase de Grupos

1ª Rodada

O norueguês Tommy Langaker mostrou seu jogo ofensivo desde o início para finalizar Diego Ramalho com um armlock e abrir o grupo A com uma vitória por finalização. Gustavo Batista fechou a primeira rodada do grupo A com uma atuação dominante diante do experiente Marcos Tinoco, com 14 a 0 e levando o triunfo por pontos.

No Grupo B, Manuel Ribamar travou uma intensa disputa contra Isaque Bahiense, com um duelo muito estratégico, que levou a um empate em 1 a 1 em vantagens e em uma decisão dividida dos árbitros a favor de “Riba”. Em outro combate bem equilibrado, a rodada 1 do Grupo B terminou com o sueco Max Lindblad derrotando o americano Nathan Mendelsohn por 1 a 0 nas vantagens.

2ª Rodada

Marcos Tinoco voltou da sua derrota para encarar Diego Ramalho e vencer com uma chave de pé. O grupo A encerrou a segunda rodada com Gustavo Batista conseguindo uma importante vitória por 1 a 0 nas vantagens sobre Tommy Langaker, emplacando seu segundo triunfo nas chaves.

No Grupo B, Isaque Bahiense recuperou-se do revés na primeira rodada ao levar a melhor sobre Nathan Mendelsohn ao encaixar um belo armlock. Max Lindblad fechou a segunda rodada com uma apertada vitória por 8 a 6 nos pontos sobre Manuel Ribamar para alcançar sua segunda vitória na chave.

3ª Rodada

A rodada final na fase de grupos contou com duelos emocionantes. No Grupo A, Marcos Tinoco garantiu sua vaga nas semifinais com uma vitória por decisão dos árbitros sobre Tommy Langaker, após um empate em 2 a 2 nos pontos. Gustavo Batista também chegou às semifinais com uma terceira vitória em três lutas. Ele encerrou sua campanha na fase de grupos do Grupo A com um estrangulamento nas costas sobre Diego Ramalho.

No Grupo B, Isaque Bahiense chegou às semifinais com um triunfo por 2 a 1 nas vantagens sobre Max Lindblad. A segunda partida do grupo poderia ter colocado Manuel Ribamar nas semifinais, mas ele não conseguiu finalizar Nathan Mendelsohn e se estabeleceu com uma por 2 a 0 nos pontos, deixando o segundo lugar nas semifinais para Lindblad.

Semifinais

Max Lindblad x Gustavo Batista

Batista não perdeu tempo em estabelecer o controle no combate. O jovem faixa-preta rapidamente chegou às costas de Lindblad e encontrou a brecha necessária para encaixar um justo estrangulamento arco e flecha, que deixou o oponente sueco sem outra opção a não ser dar os três tapinhas.

Marcos Tinoco x Isaque Bahiense

Em uma partida muito intensa e de alto nível técnico, Marcos Tinoco deu a Bahiense todos os tipos de problemas, no entanto, Isaque fez sobressair suas ações e saiu vencedor por 1 a 0 nas vantagens após seis minutos de combate, garantindo sua vaga na grande final.

Disputa de terceiro lugar

Max Lindblad x Marcos Tinoco

Marcos Tinoco coroou sua brilhante campanha em Los Angeles com uma brilhante finalização sobre Max Lindblad para garantir sua vaga no pódio. A arma escolhida foi a tradicional chave de pé, que fez Lindblad ser incapaz de pisar após o término do combate.

Final

Isaque Bahiense x Gustavo Batista

Os dois finalistas foram os favoritos para disputar o título e confirmaram as expectativas da torcida. Também como esperado, a final foi bastante equilibrada e decidida por detalhes. Batista fez valer sua estratégia e conseguiu marcar uma vantagem de 2 a 0 com uma raspagem logo no início do duelo. Ele se manteve firme contra as tentativas ofensivas de Isaque e, com o fim do embate, conseguiu comemorar seu título.

Gustavo Batista recebeu também o direito de enfrentar Gabriel Arges em novembro (Foto: Ane Nunes/AJP)

O Grand Slam de Abu Dhabi em Los Angeles retorna neste domingo (15) com o último dia de competições nas faixas marrom e preta e com promessa de mais grandes combates para os fãs de Jiu-Jitsu.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade