Resumo do MMA: Rodriguez x Stephens é remarcado, Alvarez fora de GP do ONE e Lyoto explica ‘preferência’ por Mousasi

Publicado em 26/09/2019 por: Mateus Machado
Resumo do MMA: Rodriguez x Stephens é remarcado, Alvarez fora de GP do ONE e Lyoto explica ‘preferência’ por Mousasi Yair Rodriguez vai reencontrar Jeremy Stephens no UFC Boston, em outubro (Foto: Reprodução/YouTube)

publicidade

Rodriguez e Stephens têm duelo remarcado

Após a frustração na luta principal do UFC México, realizado no último sábado (21), quando Yair Rodriguez e Jeremy Stephens lutaram por apenas 15 segundos – com o duelo sendo interrompido após uma dedada no olho não intencional aplicada pelo mexicano -, os dois atletas já têm nova data para medirem forças. Presidente do UFC, Dana White confirmou na última quarta-feira (25) que Rodriguez e Stephens farão o co-main event do UFC Boston, agendado para o dia 18 de outubro.

A grande polêmica entre os lutadores se deu não somente pela rápida interrupção do combate, que causou grande frustração nos fãs de MMA. Depois do anúncio de que o confronto não seria mais realizado, Yair Rodriguez se revoltou e, em coletiva de imprensa, insinuou que Jeremy Stephens estaria “fingindo” sobre a gravidade da lesão no olho. O americano rebateu seu rival e, diretamente do hospital, chegou a gravar um vídeo onde estava com um tapa-olho e de óculos escuros, pedindo que a organização remarcasse a luta o mais rápido possível.

Eddie Alvarez sofre lesão e está fora da final do GP peso-leve do ONE

Ex-campeão do UFC, Eddie Alvarez está fora da grande final do GP dos Leves do ONE Championship, onde enfrentaria Savgid Arslaniev no dia 13 de outubro, no card do ONE 100, que será sediado em Tóquio, no Japão. Com uma lesão de natureza não revelada, o americano será substituído por Christian Lee, campeão peso-leve da organização, de acordo com comunicado de Chatri Sityodtong, CEO da franquia asiática, nesta quinta-feira (26). O duelo, segundo o site MMA Junkie, não contará com o cinturão da divisão – em posse de Lee – em jogo, somente o título do Grand Prix.

“Desculpa, eu estou p***. Eu posso manter a minha cabeça erguida e dizer com toda a honestidade que dei o máximo nessa oportunidade. Quis ela muito mesmo, mas por algum motivo, não é o meu momento agora. É hora de descansar, me curar e voltar mais forte”, disse Alvarez, através de suas redes sociais.

Vale ressaltar que Eddie Alvarez chegou a ser derrotado em sua estreia no GP dos Leves do ONE, sendo nocauteado por Timofey Nastyukhin no primeiro round. No entanto, diante das lesões sofridas por atletas que disputavam o torneio, foi chamado novamente para a competição e, em sua última apresentação finalizou Eduard Folayang com um mata-leão ainda no assalto inicial.

Lyoto explica motivo de ter aceitado revanche com Mousasi

Invicto no Bellator, com duas vitórias, diante de Rafael Carvalho e Chael Sonnen, Lyoto Machida estava em uma situação confortável, onde poderia ser o próximo desafiante ao título nas categorias médio e meio-pesado. No entanto, o brasileiro, atualmente com 41 anos, resolveu aceitar a revanche contra Gegard Mousasi, ex-campeão da divisão até 84kg, em duelo que acontece no sábado (28), no co-main event do Bellator 228, na Califórnia (EUA).

Em entrevista aos jornalistas na última quarta-feira (25), Lyoto foi questionado sobre o motivo de ter aceitado enfrentar Mousasi, ao invés de aguardar uma oportunidade de disputar o título contra Rafael Lovato Jr. (campeão peso-médio) ou Ryan Bader (detentor do título meio-pesado). O “Dragão”, atualmente com 41 anos, ressaltou que o desejo de se manter ativo o fez “topar” o desafio.

“Para ser sincero, eu estava muito aberto a lutar contra qualquer peso-médio ou meio-pesado, mas o Bellator ofereceu a luta contra o Mousasi logo após ele lutar contra o Lovato. Por ser muito ativo, acredito que não posso recusar duelos, porque se não aceitasse essa luta, talvez tivesse apenas uma chance de lutar pelo cinturão contra Lovato, em novembro ou dezembro, ou lutar com Ryan Bader, talvez no final do ano ou no próximo ano. Eu gosto de ter pelo menos duas ou três lutas por ano. Esse é o meu plano”, disse Lyoto, que entrou pela última vez no cage em junho, nocauteando Chael Sonnen no segundo round.

 

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade