Em mais uma edição digital, a TATAME #254 aborda o “outro lado” do mundo do Jiu-Jitsu, contando um pouco mais sobre o trabalho realizado por organizações como SJJIF, Prime Esportes, CBJJD e CBJJE.

Se o reconhecimento maior recai sobre IBJJF, CBJJ, UAEJJF e, agora, AJP, o papel de federações e confederações menores também é de suma importância para o desenvolvimento da arte suave no Brasil e no mundo.

Foi com esse pensamento que entrevistamos Fabiano Marinho (Prime), Moises Muradi (CBJJE), Rogério Gavazza (CBJJD) e João Silva, presidente da SJJIF.

* LEIA A REVISTA COMPLETA, AQUI

Em grande entrevista, João abriu o jogo sobre o sonho de colocar o Jiu-Jitsu nos Jogos Olímpicos, como sua federação atua nesse sentido e o desenvolvimento que a SJJIF vem obtendo ao longo dos últimos anos. Boa leitura e até a próxima!