Yara Soares relembra ‘força psicológica’ para vencer Gabi e garantir ouro absoluto no Mundial: ‘Nunca me vi como azarona’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 04/09/2019
Yara Soares relembra ‘força psicológica’ para vencer Gabi e garantir ouro absoluto no Mundial: ‘Nunca me vi como azarona’ Yara foi um dos grandes destaques do último Mundial da IBJJF na faixa-marrom (Foto reprodução Instagram)

publicidade

* Apesar de recém-chegada, Yara Soares foi um dos grandes destaques do último Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF na faixa-marrom. A representante da Guigo / Lloyd Irvin saiu do campeonato realizado em junho, na Califórnia (EUA), com a medalha de bronze no peso e o título no absoluto, desbancando a favorita Gabi Pessanha após perder para a mesma na divisão super-pesado.

Para garantir o ouro no peso aberto, Yara finalizou Gabi na final e, em seguida, partiu para o abraço com sua equipe em comemoração. Passada a empolgação inicial com a conquista, a faixa-marrom, à TATAME, analisou sua participação no Mundial 2019 e o que vem a seguir.

“Minha fase de preparação foi muito intensa, tive algumas lesões e precisei recuperá-las em pouco tempo para estar bem no Mundial. No momento que eu finalizei a luta (com a Gabi), todos os obstáculos que eu enfrentei para estar ali vieram na minha cabeça. Foi uma sensação inexplicável. Eu treino muito para obter os melhores resultados, independente de ganhar ou não, sempre procuro estar bem comigo mesma”, disse Yara, que afastou o status de azarona.

“Eu não me vejo como azarona e nunca me vi. Fiz uma luta muito dura com ela (Gabi) na categoria. Cada é uma luta. Sempre tive problemas com meu psicológico, mas venho trabalhando isso e tem me ajudado muito. Não seria pelo fato de eu ter perdido na categoria que eu não poderia ter forças para chegar bem no absoluto, e os meus professores me ajudaram muito, não me deixando desistir”, completou a casca-grossa.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Acredite e não se explique pois poucos vão entender: só se compreende um sonho se o sonhador for você. Bráulio Bessa @guigojj @lloydirvin @kvraco

Uma publicação compartilhada por Yara Soares (@yarasoaresbjj) em

Confira o restante da entrevista com Yara Soares:

-Inspirações no esporte e trajetória no Jiu-Jitsu

Minhas grandes inspirações no esporte são meus avós. Eu venho de uma família de atletas e desde pequena eles me incentivam. São minha eterna inspiração na vida e no esporte. Eu sou de Guarapari, no Espírito Santo, atualmente morando em São Paulo, mas passo temporadas nos Estados Unidos. Comecei a treinar na minha cidade em um projeto social. Quando decidi que queria ser atleta, fui treinar na mesma equipe da Fernanda Mazzeli, com o professor Thiago Oliveira. O tempo foi se passando, eu vi que era isso que queria para a minha vida e recebi uma oportunidade de treinar em São Paulo, onde estou há dois anos.

-Parceria entre a Guigo JJ e o Team Lloyd Irvin

Os professores Lloyd, Dalla e Guigo são amigos há muitos anos, e se unem nos campeonatos internacionais grandes. Fazemos um intercâmbio de alunos muito legal. Os dois são ‘fofinhos’, pais que o Jiu-Jitsu me deu.

* Por Diogo Santarém

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade