Após vaga nas quartas de GP do Bellator, Patrício explica escolha por português e dispara contra Caldwell; confira

Publicado em 08/10/2019 por: Mateus Machado
Após vaga nas quartas de GP do Bellator, Patrício explica escolha por português e dispara contra Caldwell; confira Patrício Pitbull avançou no GP dos Penas e agora vai encarar Pedro Carvalho (Foto Bellator)

publicidade

* Campeão duplo do Bellator (categoria peso-pena e leve), Patrício Pitbull entrou em ação no último dia 28 de setembro, na edição 228 da organização e, em uma atuação dominante, derrotou Juan Archuleta por decisão unânime, mantendo o título dos penas e avançando no torneio, onde enfrentará o português Pedro Carvalho nas quartas de final, em março de 2020.
O bom triunfo aumentou a série de recordes do brasileiro em lutas pelo Bellator. Na organização de Scott Coker, Patrício tem o maior número de vitórias, maior número de vitórias em lutas por título (8), maior número de defesas consecutivas do título dos penas (3), maior número de vitórias por nocaute na categoria (peso-pena) e maior número de vitórias por finalização na divisão (peso-pena).
Com cinco triunfos consecutivos na franquia, Patrício ainda não sabe quando defenderá seu título na divisão dos leves, no entanto, já sabe que enfrentará Carvalho na próxima fase do GP dos Penas. O potiguar teve a oportunidade de escolher o desafiante português e a opção surpreendeu até o presidente da franquia, já que a grande maioria aguardava por um duelo de Pitbull contra o rival Darrion Caldwell.
“O Caldwell foi humilhado duas vezes pelo Horiguchi. Depois só amarrou o Henry Corrales. Ele não merece uma disputa de cinturão, tem que se provar. (Pedro) Carvalho tem sido mais consistente e é da equipe do Conor McGregor. Todos sabem que há um tempo os atletas da SBG vem falando m*** para meu irmão e eu, mas na hora de fazer acontecer, fogem da categoria, como fez o James Gallagher. Agora não poderão escapar”, disparou Patrício, em entrevista à TATAME.
Confira o bate-papo com Patrício Pitbull:
– Grande domínio em vitória sobre Juan Archuleta
Isso é fruto do trabalho bem executado pelos nossos treinadores na Pitbull Brothers. Somos a melhor equipe do mundo e temos os melhores treinadores do mundo. Fiquei contente com uma vitória dominante sobre o cara que muitos da mídia diziam ser o segundo melhor do torneio depois de mim. Alguns sites até previram vitória dele no combate. Gostaria de ter nocauteado ou finalizado ele, o que quase ocorreu no final do terceiro com uma guilhotina, mas o tempo acabou.
– Opção de poder escolher próximo adversário na disputa do GP
Achei uma boa ideia aplicada pelo Bellator, afinal, sou o campeão. Toda a questão do sorteio foi legal, e acho que saíram boas lutas para a continuação do torneio.
– Qual foi o motivo de escolher enfrentar Pedro Carvalho e não o Caldwell?
O Caldwell foi humilhado duas vezes pelo Horiguchi. Depois só amarrou o Henry Corrales. Ele não merece uma disputa de cinturão, tem que se provar. (Pedro) Carvalho tem sido mais consistente e é da equipe do Conor McGregor. Todos sabem que há um tempo os atletas da SBG vem falando m*** para meu irmão e eu, mas na hora de fazer acontecer, fogem da categoria, como fez o James Gallagher. Agora não poderão escapar, e essa vai ser a primeira de muitas lutas entre a Pitbull Brothers e a SBG com sucesso nosso. Vamos bater em todos eles.
– Nível dos outros participantes do GP dos Penas
O GP dos Penas tem um nível muito bom. O AJ McKee se aproveitou do fato de Karakhanyan iniciar a luta de forma displicente. Não se pode dar brecha pra um cara desses, e ele deu. Acho que qualquer casamento ali sai boas lutas, o torneio tem um nível excelente.
– Você toparia defender o título dos leves antes de lutar no GP de novo?
Isso (defender o cinturão dos leves antes da próxima luta pelo GP dos Penas) tudo depende do Bellator. Se tiver a oportunidade, por quê não? Estarei à disposição.
– Recordes batidos no Bellator e desejo por mais feitos
Quero continuar fazendo o que estou fazendo. Todo o resto é consequência, procuro pensar dessa forma. Vou bater em todo mundo e mostrar que sou o melhor, escrevendo cada vez mais recordes.
– Não acha que está na hora do Bellator realizar uma edição no Brasil?
Com certeza! Mas para trazerem um card pro Brasil, entram vários outros fatores. Já há alguns anos sei que eles têm esse plano, espero que se concretize em breve. Se ocorresse durante esse GP dos Penas então, seria perfeito.
* Por Mateus Machado
Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade