Beatriz Souza fatura ouro e seleção brasileira encerra participação no Grand Slam de Brasília com 17 medalhas

Publicado em 09/10/2019 por: Diogo Santarém
Beatriz Souza fatura ouro e seleção brasileira encerra participação no Grand Slam de Brasília com 17 medalhas Judô brasileiro conquistou mais quatro medalhas no último dia do Grand Slam (Foto Rafal Burza / CBJ)

publicidade

As arquibancadas do Centro Internacional de Convenções do Brasil ficaram lotadas e empurraram os judocas brasileiros no último dia do Grand Slam de Judô em Brasília. A retribuição veio com pódios: foram quatro medalhas, sendo uma de ouro e três de prata, que fecharam a caminhada da equipe nesta terça-feira (8) após quatro dias de disputas. Beatriz Souza levou a medalha de ouro, enquanto Maria Suelen Altheman, David Moura e Rafael Buzacarini ficaram com a prata.

Bia Souza entrou no tatame do CICB nas quartas da categoria peso pesado feminina, contra Renee Lucht (GER), e venceu com um ippon. Na semifinal, duelo equilibrado contra a francesa Julia Tolofua, mas Beatriz soube conduzir a luta e triunfou nas penalidades (shidos). Na final, duelo brasileiro contra Maria Suelen Altheman, que chegou à decisão derrotando a chinesa Jiang Yanan e a portuguesa Rochele Nunes por ippon. No embate derradeiro, Bia conseguiu um ippon e sagrou-se campeã de um Grand Slam pela primeira vez.

Na segunda-feira (7), o Brasil conquistou mais quatro medalhas. E uma delas teve um sabor especial: brasiliense, Ketleyn Quadros faturou o primeiro Grand Slam da carreira, levando o país ao lugar mais alto do pódio na categoria meio-médio feminina. Para completar o dia, o judô brasileiro ainda faturou mais três medalhas: Alexia Castilhos e David Lima foram prata, enquanto Maria Portela levou o bronze.

Já no domingo (6), primeiro dia com finais após as eliminatórias de sábado, o Brasil colocou incríveis nove atletas no pódio. Destaque para os ouros inéditos em Grand Slam para Daniel Cargnin (66kg), número 7 do mundo, e para o ligeiro Allan Kuwabara (60kg), número 202 no ranking mundial. A seleção ainda teve quatro pratas de Eric Takabatake (60kg), Larissa Pimenta (52kg), Gabriela Chibana (48kg) e da novata Ketelyn Nascimento (57kg), ao lado dos bronzes de Rafaela Silva (57kg), Eleudis Valentim (52kg) e Willian Lima (66kg).

Com isso, o Brasil terminou o Grand Slam de Brasília na primeira posição geral, com quatro medalhas de ouro, nove pratas e quatro bronzes. Japão, Grã-Bretanha, Cuba e Itália fecharam os cinco primeiros.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade