Campeão no ADCC 2019, Matheus Diniz fala sobre ‘tática perfeita’ até o título: ‘Fui para frente o tempo todo’

Publicado em 09/10/2019 por: Mateus Machado
Campeão no ADCC 2019, Matheus Diniz fala sobre ‘tática perfeita’ até o título: ‘Fui para frente o tempo todo’ Matheus Diniz sagrou-se campeão do ADCC 2019 na categoria até 88kg (Foto: Divulgação/ADCC)

publicidade

Por Vitor Freitas

Depois de quatro anos como faixa-preta, o mineiro Matheus Diniz conquistou seu primeiro grande título na carreira profissional de Jiu-Jitsu. O aluno de Marcelinho Garcia foi campeão do ADCC 2019, evento encerrado no fim de setembro, na Califórnia (EUA), ao vencer quatro lutas na divisão até 88kg.

A tática imposta por Matheus no ADCC 2019 é uma lição que o astro Marcelinho passa na academia para os alunos em todos os dias. “Lutar para frente”, conceito que o campeão escuta desde que começou a treinar em Nova York, local da academia de seu professor, funcionou perfeitamente contra Pedro Marinho, Gabriel Arges, Josh Hinger, e, por fim, Craig Jones, um dos lutadores mais temidos da atualidade.

Em entrevista exclusiva à TATAME, Matheus conta como se sente após vencer seu primeiro ADCC e fala qual foi seu diferencial no maior torneio de luta agarrada do mundo.

“Estou muito feliz em poder conquistar este título. Sempre tive muita vontade de competir nesse evento e logo na minha primeira vez pude ser campeão e conquistar o título. Durante o torneio, eu pude colocar uma lição importante que meu professor sempre fala. Marcelinho sempre diz para eu lutar para frente o tempo todo, do início ao fim, foi exatamente isso que eu fiz no ADCC. Foi o diferencial, para mim, nesse evento. Foi um evento bem legal e eu gostei muito das regras também. Cara, a adrenalina é diferente, tudo é diferente nesse campeonato. Mas, com certeza, o momento que eu mais guardo foi quando eu abracei meu professor e pude comemorar com meus amigos lá fora depois da final”, explica Matheus.

Na disputa final pelo ouro, Matheus mediu forças contra o Craig Jones, temido lutador por conta das suas chaves de calcanhar, permitidas nas regras do ADCC. Matheus, que havia enfrentado Craig em julho, no Third Coast Grappling, comenta qual foi o momento decisivo da luta para vencer o australiano pela segunda vez em 2019.

“Ele é um grande atleta e muito perigoso, pois ele tem bastante finalizações. Mas, por outro lado, eu sou bem confortável nesse tipo de jogo, então não me preocupo muito. Acho que o momento que eu vi que a luta estava definida foi quando ele estava fazendo guarda e eu tentando passar bastante a guarda dele… A partir daí, ele voltou em pé e não poderia puxar mais, foi naquele momento em que vi que ele estava bem frustrado e eu vi que a luta estava boa pra mim”, encerrou Matheus, vitorioso sobre Craig por marcar dois pontos.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade